Comentarista aponta queda do Botafogo no segundo tempo e vê exagero em gritos de ‘time sem vergonha’

39 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Comentarista aponta queda do Botafogo no segundo tempo e vê exagero em gritos de ‘time sem vergonha’
Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo saiu de uma atuação inicialmente promissora para uma derrota por 2 a 0 para o Cuiabá, nesta terça-feira, no Estádio Nilton Santos, pelo Campeonato Brasileiro. No programa “SporTV News”, o comentarista André Loffredo destacou a diferença do time nos dois tempos.

– No primeiro tempo o Botafogo criou oportunidades para fazer os gols, não conseguiu, até por conta do Walter. Mas houve a queda de produção depois que tomou o gol, ficou em situação bastante difícil porque Luís Castro fez substituições e já tomou segundo gol, a queda foi muito grande em relação ao começo do jogo. O gol abalou de maneira sensível. Depois toma mais um, do Deyverson – frisou.

O comentarista entendeu a insatisfação da torcida, mas viu exagero em um grito.

– Guardou o mais pesado para o fim, teve até “time sem vergonha”, que não me parece ser o caso. É uma explosão do torcedor com a insatisfação. Tinham cerca de 16 mil pessoas, um público OK para busca por oitavo lugar, em uma reconstrução, com chuva e frio – acrescentou.

O jornalista Luiz Teixeira também analisou o jogo e a reação da torcida.

– Cada torcedor justifica sua vaia da forma que lhe convém, se expressa da forma que achar melhor. Foi um conjunto de fatores, a questão psicológica vem acompanhando. Tem um jogo simbólico com o Avaí, toma um gol e se desestrutura. Ontem foi melhor, com quatro atacantes, colocou imposição numérica e de domínio do campo do jogo, mas o lado esquerdo permitiu contra-ataques. Quando tenta corrigir no segundo tempo com Lucas Fernandes, o Cuiabá aproveita bola parada e praticamente mata o jogo. As vaias passam muito pelo desempenho positivo do Walter. Se pegar nas estatísticas, é o quarto goleiro com melhor aproveitamento no Brasileiro. Não é para justificar 18 jogos em casa e nove derrotas, isso é injustificável, mas dá para entender – completou.

Fonte: Redação FogãoNET e SporTV

Notícias relacionadas