Dirigente faz balanço da janela e praticamente ‘fecha’ elenco no Botafogo: ‘Qualificamos de maneira bem satisfatória’

40 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Dirigente faz balanço da janela e  praticamente ‘fecha’ elenco no Botafogo: ‘Qualificamos de maneira bem satisfatória’
Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo tem seu elenco para o restante da temporada. Após as dez contratações na segunda janela de transferências, o clube definiu o grupo que vai disputar a reta final do Campeonato Brasileiro. A única possibilidade de um novo reforço chegar é se pintar uma “oportunidade de mercado”.

O diretor de futebol André Mazzuco fez um balanço da janela.

– Foi uma janela importante, fizemos boas contratações, qualificamos o elenco de maneira bem satisfatória, com jogadores nas posições que nos atendem. É uma pena estar acontecendo agora, porque todo mundo pegou o carro andando. Não tivemos pré-temporada, os jogadores chegam em diferentes momentos de suas temporadas, não é fácil formatar. Temos o elenco necessário, se tivermos tempo de pré-temporada e trabalho progressivo, vamos ter muito sucesso. Temos um cenário atual para ser resolvido que é o nosso Campeonato Brasileiro, mas não tenho dúvida que temos a capacidade total de cumprir o que temos que cumprir e uma perspectiva de futuro para a próxima temporada – declarou Mazzuco, em entrevista coletiva.

– (Reforços) Agora seriam só jogadores com contratos rescindidos antes do fechamento da janela. Acho que temos um grupo consistente para fazer o trabalho, não há uma movimentação específica. Temos que pensar no agora e em oportunidades que possam nos ajudar no médio prazo. Se houver uma oportunidade de mercado, sim, mas não há uma movimentação específica. A janela fechou e temos equipe mais consistente para a sequência – acrescentou.

O dirigente explicou ainda como foram as negociações do Botafogo para o segundo semestre.

– Não digo que houve mudança de postura. Hoje os produtos de uma negociação são o pagamento de luva, comissão, transfer. Quando não tem transfer para um clube alivia bastante o processo todo. Acabamos sendo mais assertivos em achar o timing certos para atletas, não tendo que pagar para clubes e apenas para atletas, que é o mais importante para nós. É um processo natural. John (Textor), o principal responsável, faz o aporte, mas temos que ser coerentes na gestão. Temos coisas a arrumar no clube, de estrutura, precisamos de direcionamento bem controlado. Com o que fizemos na janela, temos equipe sólida. Agora é ver se encaixa para ir acertando o clube, como sala de imprensa, CT, investimentos que demandam um caixa importante. Não adianta ter equipe qualificada e não dar condição – comentou.

Mazzuco ainda falou sobre o Botafogo ter pontas mais acostumados a atuar do lado esquerdo e disse não ver a direita como uma carência.

– Não temos pontas específicos. Temos atletas que jogam em um sistema. Não temos uma preocupação específica com os lados do campo. Para mim os extremos têm vantagens nos dois lados, seja com pé trocado ou dominante. Temos opções pra trabalhar nas duas extremidades. Talvez causou essa dúvida maior porque o Ojeda viria e faz a direita. Mas temos boas opções, Victor Sá voltando, (Gustavo) Sauer retorna daqui a pouco. Na nossa visão, temos os extremos. Isso vai depender também de como você joga, dos outros atletas que não têm no grupo. Lógico que vamos estar atentos nas próximas oportunidades e ver como o time se comporta – finalizou.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas