Enderson se junta a lobby para Navarro ficar no Botafogo e exalta potencial: ‘Pode entrar na mira dos principais clubes do mundo’

16 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Enderson se junta a lobby para Navarro ficar no Botafogo e exalta potencial: ‘Pode entrar na mira dos principais clubes do mundo’
Vitor Silva/Botafogo

Artilheiro do Botafogo na Série B, Rafael Navarro brilhou durante a temporada e despertou o interesse de diversos clubes, até por ter contrato com o Alvinegro apenas até o fim da temporada. O técnico Enderson Moreira se juntou ao lobby pela permanência do centroavante por ver muito potencial nele para o futuro.

– Vamos tentar de todas as formas fazer com o que Navarro possa entender que se sair que seja para situação muito boa, não só financeira, mas também esportiva. Vejo capacidade dele para futuro muito breve, porque há carência de centroavantes. Se for se esconder em um mercado só por dinheiro, vai dar tiro no pé. Você vai para determinados mercados quando já está em determinada idade que não há mais projeção nos principais mercados. Hoje pode não ser a bola da vez nos principais clubes da Europa, mas se repetir na Série A o que fez na B, entra na mira dos principais clubes do mundo. Acho que particularmente valeria a pena, diante da idade dele, com contrato totalmente novo, cláusula de saída, seria mais interessante do que ir para mercado que não possa dar projeção para ele – afirmou Enderson ao podcast “Prancheta”, no site “GE”.

O treinador exaltou a temporada de Rafael Navarro e explicou como ele atuava no seu time.

– O Navarro posicionávamos mais pela direita, não gostava dele no meio dos zagueiros, queria tirar a referência deles. Ficava mais próximo do lateral-esquerdo adversário, fazia flutuação interessante e atraía espaço para Pedro Castro ou Daniel Borges passarem. Ele é um jogador que faz muito movimento de profundidade, ataca o espaço e tem força absurda. Tem muita potência para chegar nesses cruzamentos e bolas que abríamos pelo lado. Fez um campeonato fantástico, não só nas questões ofensivas, com 14 gols e nove assistências. Não é só fazer gols. No jogo contra o Operário, em determinado momento, o Ronald faz jogada aos 45 minutos do segundo tempo e o Navarro dá pique para trás, sai da intermediária ofensiva para a defensiva em velocidade impressionante. Foi muito importante até defensivamente – elogiou.

Fonte: Redação FogãoNET e podcast Prancheta (GE)

Notícias relacionadas