Flamenguista por causa do pai, Luiz Penido revela como virou Botafogo após ‘passeio em final’: ‘Admiração’

56 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Luiz Penido, locutor
Reprodução/Samba Que É Gol

Locutor histórico do futebol carioca e brasileiro, Luiz Penido emociona em suas narrações, seja de qual time. Mas ele, é claro, tem seu clube do coração. Torcedor declarado do Botafogo, ele contou como nasceu a paixão, em entrevista ao canal “Samba Que É Gol”, do cantor botafoguense Leo Russo.

– Torço pelos quatro (grandes do Rio), mas meu pai me rotulou de Flamengo. Tanto que o primeiro jogo que fui foi do Flamengo. Até que ele caiu na asneira de me levar em um jogo do Botafogo. Na final do Campeonato (Carioca) de 62, eu muito criança, ainda não tinha visto o Botafogo em campo, ouvia falar e ouvia no rádio. Fui ao Maracanã, foi 3 a 0, Garrincha deu um baile, sacaneio o Gerson até hoje, virou João. Fui um passeio tão grande que falei “pai, esse time aí é melhor, quero ser Botafogo”. Então virei Botafogo, mas sem deixar de ser Flamengo, porque continuei indo os jogos. O Botafogo era admiração, o Garrincha, depois o Gerson – contou Luiz Penido.

– Em 1972, com três anos de carreira, fui cobrir o Botafogo. Era o Garotinho antes, fui eu para o lugar dele. Aí acendeu a chama. Assumi para todo mundo “sou Botafogo”. Mas nunca deixei de ser Flamengo – explicou.

Veja o vídeo:

Fonte: Redação FogãoNET e canal Samba Que É Gol

Notícias relacionadas