Galvão Bueno detona árbitro e VAR e exalta Botafogo por vitória sobre o Inter: ‘Histórica virada, épica’

50 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Galvão Bueno, apresentador do "Bem, Amigos", do "SporTV"
Reprodução/SporTV

O programa “Bem, Amigos”, do “SporTV” debateu a impressionante vitória do Botafogo por 3 a 2 sobre o Internacional, no domingo, no Beira-Rio. O time alvinegro virou o jogo mesmo com um jogador a menos e foi exaltado pelo apresentador Galvão Bueno, que por outro lado detonou a arbitragem.

– Histórica virada, épica. Lamento a briga, mas faz tempo que não vejo atuação tão ruim de árbitro. Como que o VAR vê isso, bola bate no peito, joga o braço para trás. E o Philipe Sampaio ainda é expulso. Eu queria, CBF, ouvir o áudio da conversa do VAR com o juiz. O pênalti que ele deu não foi, o que foi ele não deu. A virada do Botafogo é heroica, histórica, para ficar marcada. Mano (Menezes) estava há 14 jogos invicto, perdeu, mas o time segue bem. Foi o melhor jogo da rodada – destacou Galvão, que questionou a atuação da arbitragem na confusão após o jogo.

– E a súmula? O VAR tem todas essas imagens, pode ver e avisar o árbitro. É muito difícil para o juiz localizar, mas o VAR está fazendo o quê? PC (Oliveira) falou que não só pode, como deve. Era para ter expulsado ainda no campo. Imagino que deve estar difícil a cabeça do Savio (Pereira Sampaio), porque foi muito mal, mas o VAR tem ido mal insistentemente.

Caio Ribeiro e Cléber Machado também reclamaram dos árbitros.

– Não é por acaso que não temos nenhum representante do VAR na Copa do Mundo – resumiu Caio.

– Fico assustado com a insistência com alguns nomes. Savio Pereira Sampaio e Rafael Traci foram os árbitros. Nunca apitamos jogos, mas já vimos jogos na televisão. No início achava que tinha que dar desconto, porque ver na TV é diferente. Mas está demais – criticou Cléber Machado.

Fonte: Redação FogãoNET e SporTV

Notícias relacionadas