Jornalista pede para torcedor do Botafogo esquecer Carioca com Textor: ‘Há coisas muito mais importantes a serem feitas agora’

77 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

John Textor, investidor do Botafogo, chega ao Rio
Reprodução/Twitter

Entusiasta da venda da SAF do Botafogo para John Textor, o jornalista Rodrigo Capelo, especialista em negócios do esporte, pediu para o torcedor alvinegro esquecer o Campeonato Carioca e focar em pontos mais a médio e longo prazo. Segundo ele, o investidor alvinegro terá de focar em outras áreas nesse primeiro momento – a venda, vale frisar, ainda não foi 100% sacramentada.

– Ainda é um momento de transição, não dá para esperar que ele já estivesse contratando, tem muita coisa mais importante na frente. Torcedor do Botafogo, esquece a porcaria do Campeonato Carioca. Olha para o Brasileiro. É um jogo de longo prazo. Sei que contratar jogadores é muito legal, mas nesse momento há coisas muito mais importantes a serem feitas – destacou Capelo durante o “Redação SporTV”.

Acostumado com a organização da Premier League por ser coproprietário do Crystal Palace, John Textor já abordou alguns temas mais abrangentes sobre o futebol brasileiro, como a criação de uma liga de clubes. Para Rodrigo Capelo, esses pontos devem ficar para depois, e o foco será na organização interna do Botafogo.

– É natural que o Textor se dedique inicialmente dos assuntos da porta para dentro. Quando ele fala que chegou num clube que já estava se reestruturando, isso foi fundamental. O CEO Jorge Braga, com o respaldo do presidente Durcesio Mello, começou a arrumar o clube antes mesmo da venda acontecer. Como o trabalho foi bem feito, a venda aconteceu. Mas ainda há muitas etapas para acontecer. Quem vai ser o CEO do Textor? Continuará o Jorge Braga? Quem será o diretor de futebol? Continuará o Eduardo Freeland? Vai se manter o Enderson? Tudo isso será importante e acontecerá nesse primeiro momento. Não espero que o Textor vai chegar e já de cara começar a participar de questões coletivas, como direitos de TV, liga, isso tudo deve acontecer num segundo momento – frisou Capelo, concluindo:

– Espero que, além de se adaptar rapidamente, que ele possa forçar, vamos dizer assim, entre aspas, alguma transformação. Sabemos que o futebol brasileiro tem uma série de pautas para serem trabalhadas com urgência, como calendário, fundação da liga, fair play financeiro, tudo isso é fundamental. Duvido que o Textor vai pensar diferente disso.

Fonte: Redação FogãoNET e SporTV

Notícias relacionadas