Lucio Flavio diz que não pensou duas vezes ao aceitar convite no Botafogo B: ‘Não queria sair do clube, é uma grande oportunidade’

32 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Lucio Flavio diz que não pensou duas vezes ao aceitar convite no Botafogo B: ‘Não queria sair do clube, é uma grande oportunidade’
Satiro Sodré/Botafogo

Ex-jogador com grande ligação com o Botafogo, Lucio Flavio vinha trabalhando na comissão técnica permanente do profissional e, entre a demissão de Enderson Moreira e a chegada de Luís Castro, assumiu as funções de técnico interino. Depois do português se instalar, Lucio Flavio foi convidado e aceitou comandar a equipe sub-23 do Fogão.

A oportunidade de treinar o Botafogo B, um projeto idealizado por John Textor para dar rodagem aos jovens que estouraram a idade de sub-20 e também observar atletas que foram captados como apostas, foi valorizada por Lucio Flavio. Em longa entrevista ao “UOL”, o treinador disse não ter se incomodado em ter deixado o dia-a-dia dos profissionais.

– Era natural que, com a vinda de um treinador estrangeiro, pudesse ocorrer uma situação de não fazer parte da comissão. Ao mesmo tempo, houve essa chance na equipe B e não pensei duas vezes. Não era do meu interesse sair do clube neste momento. Enxergava uma oportunidade para fazer parte deste contexto, mesmo em uma categoria diferente da principal, mas que está muito próximo, até pela questão da transição. Enxergo como uma grande oportunidade vivenciar isso – afirmou.

Lucio Flavio já estreou com o pé direito, com vitória de virada sobre o Sport por 4 a 2, na última semana, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro de Aspirantes. O técnico do time B admitiu que gostaria de ficar mais tempo como auxiliar, mas disse gostar do desafio e explicou como pretende ajudar o Botafogo nesse processo.

– O clube fez o convite para esta categoria e, para mim, tem sido bom pelo fato de conhecer o Botafogo. Procuro passar aos atletas para entenderem a responsabilidade, fazer com que as coisas tenham conotação diferente a partir do momento que eles começam a jogar pelo clube. É uma relação de alguém que passou por diversas situações, tanto de vitórias quanto de derrotas, de momentos bons e ruins. Tiro exemplos, não apenas do que passei, mas de momentos do clube em si – explicou Lucio, que falou também sobre o futuro:

– Você termina de estudar e tem o processo da preparação. Foi o que enxerguei para mim. Quando vim para o Botafogo, tinha a ideia de ficar como auxiliar por uns três a quatro anos. Não sei o que vai acontecer agora. O clube tem, hoje, essa nova linha. Por enquanto, estou como treinador do sub-23, mas, de repente, em cima de um trabalho possa ter novas possibilidades. Mas a minha ideia é permanecer no clube um pouco mais de tempo.

O Botafogo B enfrenta o Fluminense nesta quinta-feira (7), às 15h, nas Laranjeiras, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro de Aspirantes.

Fonte: Redação FogãoNET e UOL

Notícias relacionadas