Montenegro ‘prevê’ problemas no Vasco e exalta SAF do Botafogo: ‘Quanto menos ingerência de apaixonados ou malucos como eu, melhor’

45 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Carlos Augusto Montenegro, ex-presidente do Botafogo
Bastidores da Arquibancada (YouTube)

Ex-presidente do Botafogo e figura sempre influente nos bastidores de General Severiano, Carlos Augusto Montenegro avaliou de forma muito positiva o primeiro ano da SAF do Glorioso. O clube viveu alguns momentos de irregularidade, mas terminou o ano com um time fortalecido, não passou sustos em relação a rebaixamento e conseguiu uma vaga na próxima Copa Sul-Americana, voltando a disputar torneios internacionais após quatro anos.

– Foi a melhor SAF. Estamos no caminho certo. É claro que todo mundo está querendo títulos, mas eles vão vir. Estamos fazendo um trabalho muito bom, muito profissional, e vocês já vão sentir diferença em 2023. O scout tem conseguido jogadores belíssimos. Eu nunca tinha ouvido falar no Tiquinho Soares, é um belo jogador. Um viva à SAF! – comemorou Montenegro, em entrevista ao canal “Gol de Cabeça”.

O ex-dirigente apontou ainda um fator preponderante que coloca o Botafogo à frente de Cruzeiro e Vasco, que este ano conseguiram o acesso à Série B, e previu alguns problemas na gestão do Cruz-Maltino com a 777 Partners.

– O formato da nossa SAF de ser 90% para a empresa e 10% com o clube foi muito legal, porque quanto menos ingerência de apaixonados ou de pessoas malucas como eu ou de torcedores na administração de uma empresa, melhor. Com 10%, você participa menos e deixa os profissionais tocarem o barco. Quando você faz SAF com 30% ou 40% ficando com o clube, como é o caso do Vasco, acho que isso pode dar problema mais adiante – argumentou.

Fonte: Redação FogãoNET e Canal Gol de Cabeça

Notícias relacionadas