PC Vasconcellos vê contraste entre Bauermann e Kanu e de eficiência ofensiva como cruciais em Santos 2 x 0 Botafogo

148 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

PC Vasconcellos vê contraste entre Bauermann e Kanu e de eficiência ofensiva como cruciais em Santos 2 x 0 Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

Comentarista do “SporTV”, Paulo Cesar Vasconcellos analisou dois pontos como fundamentais para a vitória do Santos por 2 a 0 sobre o Botafogo, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. Ele deu sua opinião no programa “Troca de Passes”.

– Não adianta o Botafogo ganhar elogios, tem que ganhar jogos. Foi um Botafogo muito construtor, com mais posse, mas um Santos muito mais eficiente, sabendo aproveitar falhas, como a ineficiência nas bolas cruzadas na área. Se de um lado (Eduardo) Bauermann foi o melhor em campo, do outro Kanu fez a falta do primeiro gol e foi hesitante na jogada do gol do Marcos Leonardo – resumiu PC.

– O jogo passa uma mensagem para o Botafogo, de que precisa reforçar a linha ofensiva. Tem Jeffinho altamente promissor, Matheus Nascimento também e Vinícius Lopes que apenas é um brigador. O contraste do jogo é que o Bauermann não errou uma bola, pelo lado do Botafogo Kanu não teve boa noite. Outro contraste foi a linha ofensiva, que a do Santos teve eficiência para botar a bola na rede, o Botafogo não – adicionou.

O comentarista Carlos Eduardo Lino também analisou a partida.

– Foi um jogo muito movimentado, com finalizações, o torcedor diz que o Botafogo joga bem, mas não consegue engrenar. Ganha elogios, mas não ganha pontos. O que me surpreendeu foi a capacidade dos dois times de gerar jogo e criar oportunidades. Quando se entra em jogo de trocação, tem que ter qualidade nos momentos decisivos, o que o Santos teve. Fez 1 a 0 e depois optou por contra-atacar – disse Lino.

Fonte: Redação FogãoNET e SporTV

Notícias relacionadas