‘Enxerga o que a maioria não consegue, é diferenciado’: quem é Bernardo Valim, joia que viajou com o Botafogo para Londres

54 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

‘Enxerga o que a maioria não consegue, é diferenciado’: quem é Bernardo Valim, joia que viajou com o Botafogo para Londres

Com apenas 16 anos, o meia Bernardo Valim foi promovido aos treinos do time principal do Botafogo após o fim do Campeonato Brasileiro e viajou com a delegação para a excursão para Londres, onde o Glorioso enfrentará o Crystal Palace, em amistoso, e o Charlton, em jogo-treino.

O garoto é tratado como uma joia das categorias de base do Botafogo e acumula convocações para os times de base da Seleção Brasileira. Com um enorme potencial a ser explorado, o Glorioso já assinou o primeiro contrato profissional com o meia até 2025.

Em entrevista ao “ESPN.com.br”, Pedro Gabriel Palacios, auxiliar técnico do sub-17 do Botafogo, deu detalhes sobre os principais pontos fortes do jogador e encheu a bola do menino.

– As principais características dele são a boa capacidade de passe, é um jogador que dá muitas assistências, tem boa passada e também é um bom finalizador. O que mais me chama a atenção nele, e que o torna mais diferenciado, é enxergar o que a maioria não consegue. Ele antecipa o jogo, conseguindo tomar mais decisões adequadas – afirmou Palacios.

– Ele não é um jogador de drible. Ele é de tomada de decisões, de atacar espaço, infiltra bem. Ele interpreta bem o jogo de acordo com as demandas, encontra soluções para problemas dos jogos. Consegue ser segundo volante, um meia-atacante, um 10. A versatilidade é a principal característica dentro do meio-campo. Desde o 5 ao 10. Ele é um meio-campista completo e moderno – completou.

Esta não é a primeira viagem de Bernardo Valim. O jogador já foi até mesmo campeão fora do Brasil com a Seleção sub-17, tendo participado da campanha do título do Torneio de Montaigu, em abril. Mas a experiência de participar da excursão com o time principal do Botafogo tem tudo para ajudar ainda mais o meia a crescer.

– Minhas expectativas são que ele chegue ao profissional do clube, respeitando o processo de formação dele, algo que o Botafogo faz muito bem liderado pelo gerente Tiano Gomes, e os coordenadores João Paulo Costa, Carlos Garrit e Matheus Rodrigues. Depois, o céu é o limite. Acho que vai conseguir ter um destaque aqui no clube, talvez sonhar em vestir a camisa da Seleção profissional. Vejo um futuro promissor para ele – concluiu Palacios.

Fonte: Redação FogãoNET e ESPN.com.br

Notícias relacionadas