René Simões não aprova momento de protesto de jogadores no Botafogo e pede foco em subir

30 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

René Simões, ex-técnico do Botafogo, sugere um mental coach ao clube em 2021
Reprodução/Band

Ex-treinador do Botafogo, René Simões não concordou com o protesto dos jogadores alvinegros, que decidiram não dar mais entrevistas até a situação salarial e de direitos e de imagem ser regularizada. No programa “Os Donos da Bola”, da “Band”, o comentarista questionou o momento da manifestação.

Jogadores têm direito de receber em dia. Mas achei muito infeliz o momento. Até porque estou sabendo que premiações estão sendo adiantadas, às vezes até dobradas, o presidente tem estado presente. Esse não era o momento. Era de ir para cima – avaliou René.

– Os jogadores do Botafogo têm que se conscientizar que ao não dar entrevista, se tomar porrada do Goiás, vão dizer que é corpo mole porque não receberam – acrescentou Ronaldo Castro.

É contraditório, porque não dar entrevista não mostra marca dos patrocinadores, que trazem dinheiro para o clube e pagam o salário deles. É uma decisão absolutamente errada e fora do tempo. Classifica pô, o time está tentando se reestruturar, deu chance, fez acerto com o Carli para voltar. Segura todo mundo, “opa, não vamos fazer agora, vamos classificar, depois chamamos os grandes torcedores e empresários para ajudar” – completou René Simões.

O atraso de salários atinge apenas o complemento acima de R$ 60 mil a três jogadores e direitos de imagem a 17 atletas. O clube busca liberação de verba na Justiça para realizar os pagamentos e anunciou que pagará um mês de direitos de imagem na segunda-feira.

Fonte: Redação FogãoNET e Band

Notícias relacionadas