COM SHOW DE JEFFINHO, BOTAFOGO VOLTA A VENCER: 2 A 0 SOBRE O ATHLETICO-PR

317 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Jeffinho, em Botafogo x Athletico-PR
Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo fez as pazes com o gol e com a vitória. Em ótima atuação coletiva e Jeffinho como destaque, o time alvinegro venceu o Athletico-PR por 2 a 0, neste sábado, no Estádio Nilton Santos, chegando a 24 pontos no Campeonato Brasileiro. O jovem atacante participou do gol de Erison e fez o seu.

Luís Castro ousou e fez cinco alterações na equipe. Saíram Saravia, Kanu, Luís Oyama, Vinícius Lopes e Matheus Nascimento, nenhum deles em boa fase. Entraram Daniel Borges, Lucas Mezenga, Eduardo, Lucas Piazon e Jeffinho. O Botafogo melhorou.

Apesar de que, no início, o Athletico-PR foi quem deu as cartas, com chute de Fernandinho para fora e cabeçada de Hugo Moura para defesa de Gatito, aos 7 minutos.

O Botafogo logo equilibrou e passou a jogar mais no campo de ataque. Aos 10, Lucas Fernandes deu um belo chute de fora da área, que chegou a raspar na trave antes de sair. Aos 16, Lucas Fernando acertou ótimo passe, Erison driblou o marcador e soltou uma pedrada de direita, mas Bento fez um milagre.

O gol estava amadurecendo e enfim saiu. Carlos Eduardo achou belo passe para Jeffinho, que bateu cruzado, a zaga tirou no pé de Erison, que teve calma para ajeitar e mandar no ângulo: 1 a 0, aos 19 minutos.

Entrou em cena um personagem negativo do primeiro tempo, chamado Anderson Daronco. Em um show de falta de critério, o árbitro deixou de dar pelo menos três cartões amarelos para o Athletico-PR. Teve pisão, agarrão pelo pescoço, falta para parar contra-ataque. E nada de punição. O juiz chegou até a inventar falta quando Erison entraria livre na área. Um horror.

Com o juiz tentando equilibrar o jogo, o Athletico-PR ameaçou em finalizações para fora de Terans e Fernandinho. O Botafogo chegou em cabeçada de Marçal defendida pelo goleiro Bento e em chute perigoso de Jeffinho, que errou o alvo.

Na etapa final, Jeffinho voltou com tudo. A primeiro finalização ficou em Bento. A segunda, aos 6, terminou em gol. Após roubada de bola e arrancada, o atacante bateu no cantinho, sem chances para o goleiro: 2 a 0.

Com o estádio em festa, o Botafogo passou a jogar muito bola, com passes triangulações e chegadas ofensivas. Quase chegou ao terceiro gol com Erison, Lucas Mezenga e Eduardo. Este último finalizou rente à trave após jogada de Jeffinho.

Entretanto, pouco depois veio um susto. Gol de Hugo Moura após sobra em escanteio, mas havia impedimento bem marcado pelo assistente, aos 15.

Outro susto aos 26. Após lançamento longo, Gatito saiu mal, Khellven tocou por cobertura e a bola caprichosamente passou caindo, sobre na parte de cima da rede.

Cansado, Jeffinho saiu ovacionado para a entrada de outro que foi aplaudido: Luis Henrique, que fez sua reestreia pelo Botafogo. Mas quem apareceu, de maneira providencial, foi Gatito, para evitar gol de Romulo, que poderia complicar o jogo, aos 39.

Coube ao Botafogo só administrar o placar até o final – com mais uma ótima defesa de Gatito – e comemorar a importante vitória.

Próximos jogos do Botafogo

O Botafogo terá uma semana livre para treinos, voltando a campo no próximo sábado, às 19h, para enfrentar o Corinthians, na Neo Química Arena, na abertura do returno. No outro sábado, dia 6 de agosto, o Fogão recebe o Ceará, às 16h30, no Estádio Nilton Santos.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 x 0 ATHLETICO-PR

Estádio: Nilton Santos
Data-Hora: 23/07/2022 – 21h
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (Fifa-RS) e Tiago Augusto Kappes Diel (RS)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Renda/Público: R$ 203.630,00 / 7.463 pagantes / 8.105 presentes
Cartões amarelos: Thiago Heleno e Terans (CAP)
Cartões vermelhos: não houve

Gols: Erison, 19’/1ºT (1-0); Jeffinho, 6’/2ºT (2-0)

Botafogo: Gatito Fernández; Daniel Borges (Saravia, 33’/2ºT), Philipe Sampaio, Lucas Mezenga e Marçal; Tchê Tchê, Lucas Fernandes (Patrick de Paula, 27’/2ºT) e Eduardo; Lucas Piazon, Jeffinho (Luis Henrique, 33’/2ºT) e Erison (Matheus Nascimento, 23’/2ºT) – Técnico: Luís Castro.

Athletico-PR: Bento; Orejuela (Khellven, intervalo), Thiago Heleno (Nico, 16’/2ºT), Matheus Felipe e Abner (Vitinho, 16’/2ºT); Hugo Moura, Fernandinho (Erik, 16’/2ºT) e David Terans; Canobbio (Vitor Bueno, intervalo), Pedrinho e Rômulo – Técnico: Felipão.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas