Após prejudicar o Botafogo na derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, usar indevidamente o VAR depois de fazer gesto de reinício da partida e ser criticado pela imprensa esportiva, o árbitro Paulo Roberto Alves Júnior (PR) está fora da escala de arbitragem do Campeonato Brasileiro pela segunda rodada seguida.

O juiz não foi escalado em nenhum jogo da 8ª rodada, que se inicia nesta sexta-feira com Vasco x Internacional, a exemplo do que já havia acontecido na rodada anterior. No site da CBF não há indicação de que vá apitar jogo em nenhuma divisão do Campeonato Brasileiro neste fim de semana. Oficialmente – ou publicamente – nenhuma punição foi aplicada.

Revoltado com a atuação do árbitro – que aplicou 11 cartão amarelos para alvinegros e nenhum para palmeirenses, marcou pênalti duvidoso de Gabriel em Deyverson e usou indevidamente o VAR -, o Botafogo solicitou à CBF punição ao juiz e que ele não apite mais os jogos do clube.

O mesmo árbitro já havia errado grosseiramente contra o Botafogo em 2018, ao anular gol legal de Renatinho que seria o da vitória sobre o Santos. Como lembrou Gatito Fernández, ele foi para a geladeira na época.

Veja abaixo as participações de Paulo Roberto Alves Júnior no Campeonato Brasileiro 2019:

RODADA 1
Árbitro de vídeo em Ceará 4 x 0 CSA

RODADA 3
Árbitro de vídeo em Cruzeiro 2 x 1 Goiás

RODADA 4
Árbitro em Santos 3 x 0 Vasco

RODADA 5
Árbitro em Atlético-MG 2 x 1 Flamengo

RODADA 6
Árbitro em Botafogo 0 x 1 Palmeiras* (resultado não homologado)

Site da CBF mostra o histórico de Paulo Roberto Alves Júnior