Durante anos a torcida do Botafogo brincou com a “Maldição Alvinegra”, sina de problemas na carreira para quem saiu de forma conturbada do clube. Henrique Almeida é o personagem da vez. Com a derrota para o Fogão, o atacante da Chapecoense chegou ao incrível quinto rebaixamento no Campeonato Brasileiro (igualando recorde de Rafael Moura “He-Man), com apenas 28 anos.

Henrique Almeida foi rebaixado em 2010 com o Vitória, em 2012 com o Sport, em 2014 com o Bahia, em 2017 com o Coritiba e em 2019 com a Chapecoense. A torcida botafoguense, já crítica do atacante pela pífia passagem pelo clube terminada em saída na Justiça, também não perdoa o gesto de “chororô” que ele fez em 2017, após marcar um gol de pênalti pelo Coritiba sobre o Botafogo no Estádio Nilton Santos.

Quis o destino que Henrique Almeida ainda tivesse uma oportunidade de ouro no último lance de Chapecoense 0 x 1 Botafogo. Para sorte alvinegra, ele mandou para longe a bola, o empate e a chance de a Chapecoense não cair

Fonte: Redação FogãoNET