Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC

ABC

X

Escudo Botafogo

BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda

VRE

X

Escudo Botafogo

BOT

Campeonato Carioca

04/04/21 às 17:00 - Giulite Coutinho

Escudo Botafogo

BOT

1

X

1

Escudo Portuguesa

POR

Lembra dele? Luizão foi o único penta a atuar pelo Botafogo e teve passagem curta e movimentada

comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Reprodução

A TV Globo vai exibir neste domingo de Páscoa, às 16h, a repetição da final da Copa do Mundo de 2002, quando a Seleção Brasileira bateu a Alemanha por 2 a 0 e faturou o pentacampeonato mundial. Só um jogador daquele time vestiu a camisa do Botafogo, e teve uma passagem curta, porém bastante movimentada.

Luizão, atacante, então com 30 anos, foi contratado pelo Botafogo em março de 2004, após duas temporadas atuando pelo Hertha Berlin, da Alemanha, para onde se transferiu logo após a Copa. Se não foi titular no Mundial – entrou no segundo tempo dos dois jogos contra a Turquia e cavou um pênalti -, teve participação fundamental na classificação da Seleção, fazendo dois gols no último jogo das Eliminatórias, contra a Venezuela.

Luizão foi anunciado pelo presidente Bebeto de Freitas como grande reforço do Botafogo para a temporada 2004, quando o Glorioso acabava de retornar à Primeira Divisão. Foi uma contratação realmente de destaque, um jogador que havia sido campeão mundial há menos de dois anos e com uma carreira consolidada, tendo atuado também por Palmeiras, Vasco e Corinthians.

Luizão na festa do título da Copa do Mundo de 2002, em Yokohama (Foto: Arquivo pessoal)

– Escolhi um projeto sólido para voltar ao Brasil. Posso confiar nas pessoas que comandam o clube. Evitei um leilão pela minha contratação. E disse ao Bebeto para que me pagasse o quanto pudesse. Ninguém deve prometer milhões sem ter condições de cumprir. O Levir (Culpi, técnico à época) me conhece desde que eu tinha 16 anos. É muito bom voltar a tê-lo como treinador – disse Luizão na ocasião de sua apresentação.

A estreia e a despedida de Luizão do Botafogo

O centroavante estreou no Brasileirão, dia 1º de maio, com derrota fora de casa para o Criciúma por 1 a 0. Mas, depois, desandou a fazer gols, apesar da campanha ruim do time: foram nove em 15 partidas. Até ter sua passagem abreviada por conta de uma lesão – aliás, os problemas físicos o perseguiram na carreira.

No fim de agosto, ele passou por uma artroscopia no joelho direito que o faria deixar afastado dos campos por pelo menos quatro meses – ou seja, não atuaria mais no Brasileiro. Seu contrato com o Botafogo estava assinado até 2005, mas acabou sendo rescindido em comum acordo ainda em setembro.

– O Luizão mostrou o seu caráter, pois entendeu que não poderia nos ajudar neste momento em que o Botafogo luta para fugir da ameaça do rebaixamento. Nós pagamos o salário dele até agosto – afirmou na época o presidente Bebeto de Freitas.

Fato é que essa situação nunca foi bem resolvida. Informações na época davam conta de que Luizão não havia ficado satisfeito com o tratamento recebido pelos médicos do clube. Quando atuou pelo Flamengo, em 2006, e marcou um gol em cima do Botafogo, foi correndo em direção ao banco de reservas alvinegro proferindo xingamentos.

– A única mágoa que guardo é de um médico que nem quero citar o nome, que me prejudicou e atrapalhou a continuidade do meu trabalho lá. Mas do clube só tenho boas lembranças, marquei 8 gols (na verdade foram 9) em 15 jogos, era o capitão, não tenho do que me queixar – disse Luizão na véspera daquele clássico, em setembro de 2006.

Naquele ano, nunca é demais lembrar, o Botafogo sofreu muito no Brasileirão e só conseguiu escapar do rebaixamento na última rodada, com empate em 1 a 1 diante do Atlético-PR, na Arena da Baixada, gol de Schwenck. Por sinal… Luizão ou Schwenck, hein?

Fonte: Redação FogãoNET

Comentários