O técnico Tite convocou nesta sexta-feira a Seleção Brasileira com muitas novidades para os amistosos contra Colômbia e Peru, nos Estados Unidos, no começo de setembro. E um jogador do Botafogo pode pintar nas próximas listas, segundo o comentarista Gustavo Hofman, da ESPN: o lateral-direito Marcinho.

O jogador de 23 anos reconquistou a posição de titular do Botafogo após a pausa da Copa América – ele estava na reserva de Fernando, outro jovem revelado nas categorias de base do clube. Marcinho já teve seu nome comentado pelo próprio Tite em agosto do ano passado, mas nunca foi chamado. Porém, está em alta na CBF, segundo Hofman.

– Vou dar um nome que pode surpreender muita gente, mas que pode aparecer numa lista futura. Eu falei do Samir (zagueiro da Udinese convocado nesta sexta) aqui na semana passada. É Marcinho, do Botafogo. Ele está na lista de observação da Seleção Brasileira. Hoje ele chamou Daniel Alves e Fagner, e há uma expectativa grande da evolução do Danilo com a camisa do Juventus. Marcinho é um jogador que a comissão técnica gosta e que está sendo observado, sim, para ser convocado. O Marcinho é uma bola quente como opção. É informação, não é opinião – disse Hofman.

Escassez de opções

O comentarista da ESPN lembrou a escassez de opções para a posição e que a comissão técnica da Seleção chegou a cogitar a improvisação de outro jogador na função.

Há uma lacuna na lateral direita da Seleção Brasileira. O Tite não descarta a improvisação de um atleta na função. A comissão técnica pensou em utilizar o Allan, mas essa opção foi descartada momentaneamente. O Fabinho eles não veem como lateral-direito, mas não descartam ter um jogador improvisado na posição. Há um buraco – ressaltou o comentarista.

Marcinho fez oito jogos até aqui no Campeonato Brasileiro – sete como titular – e deu uma assistência, mas não figura atualmente entre os cinco melhores da posição no ranking do Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet. Hoje estão aparecendo lá, na ordem, Marcos Rocha (Palmeiras), Fágner (Corinthians), Victor Ferraz (Santos), Patric (Atlético-MG) e Nino Paraíba (Bahia).