Pitacos: Botafogo passa a ter ‘bom problema’ com opções no banco; campanha em casa é segunda melhor do Brasil

36 comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Pitacos: Botafogo passa a ter ‘bom problema’ com opções no banco; campanha em casa é segunda melhor do Brasil
Vitor Silva/Botafogo

* Quando é difícil distinguir titulares e reservas, porque o nível é parecido, há um bom problema. É o que acontece no Botafogo. O time ganhou opções na reta final e passou a ter substituições úteis e efetivas. Como aconteceu na vitória por 1 a 0 sobre o Confiança, pela Série B.

* Não é que o elenco seja sensacional ou já de nível de Série A. Mas tem um grande mérito, muito em função de Enderson Moreira, de ter jogadores motivados e de mesmo nível no banco de reservas. Como Luís Oyama, Warley e Diego Gonçalves.

* Diante de um jogo duro, sem seu principal articulador (Chay) e contra um adversário que dificultou ao máximo, o Botafogo venceu devido às mexidas. É bem verdade que Enderson Moreira fez apostas que não deu certo, como Luiz Henrique pelo meio e mudança dos dois pontas (Warley e Diego Gonçalves por Ronald e Marco Antônio). O time perdeu em entrosamento e construção ofensiva. Mas foi o mesmo treinador que deu solidez à equipe, criou consistência e um sistema de jogo que tem funcionado.

* Lento, o Botafogo trocava passes laterais, sem conseguir furar o bloqueio adversário. Era jogo para Luís Oyama de início no lugar de Barreto, para dar mais poder de organização e construção. Mas o volante quando entrou mudou a dinâmica da partida, já com mais espaço carregou a bola e deu passes inteligentes. Já Warley e Diego Gonçalves foram mais incisivos que os titulares e foram bem em suas virtudes: Warley na velocidade e no cruzamento, Diego Gonçalves na força, chegada à área e jogadas pela esquerda.

Banner black november loja FogãoNET/Estilo Piti

* É justo falar que até outros jogadores entraram bem, como Matheus Frizzo e Ricardinho. E outros nem foram a campo, como Rafael, Jonathan Lemos, Carlinhos e Rafael Moura.

* A campanha que o Botafogo faz em casa precisa ser exaltada. São 14 vitórias em 17 jogos (um empate e duas derrotas). Espetacular. Disparado o melhor rendimento da Série B. Nas duas séries, apenas o Atlético-MG tem melhor aproveitamento, com 12 vitórias, um empate e uma derrota em 14 jogos.

* As vitórias recentes passam muito também pela energia da torcida. Os botafoguenses fazem o Estádio Nilton Santos pulsar, jogam junto o tempo todo e dão gás extra ao time. Uma sinergia perfeita para o objetivo ser alcançado.

* Por fim, é necessário destacar a grandiosa atuação de Kanu, em seu centésimo jogo pelo Botafogo. O zagueiro foi um gigante em campo, se impôs, ganhou todas, mostrou alvo nível de concentração e competitividade. É um jogador que merece ser valorizado por toda sua entrega no processo de reconstrução do clube.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas