Pitacos: Botafogo dá resposta em campo a Lisca; Chay e Diego Gonçalves fazem boa dupla

72 comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Botafogo x Vasco
Vitor Silva/Botafogo

* Lisca tem todo o direito de ter escolhido o Vasco em vez do Botafogo. É um profissional, tem que decidir o que acha melhor para sua carreira. Porém, a forma como conduziu o caso não deixou boa impressão. Colocou o Botafogo em banho-maria por uma semana, deu esperança, fez pedida salarial, o clube topou, mas em um dia quis ir para o Vasco. Direito dele.

* No fim das contas, parece que foi bom para o Botafogo, que venceu o Vasco de Lisca por 2 a 0 neste sábado, e ultrapassou o rival na Série B. Uma ótima resposta ao técnico que tem apelido de Doido e mal conseguiu ameaçar no clássico. O Alvinegro encontrou em Enderson Moreira um treinador que deu consistência e cara de time em três jogos, o que Marcelo Chamusca não conseguiu em quase cinco meses.

* Em três jogos, Enderson já tem três vitórias, o mesmo número que Chamusca teve na atual Série B. É um Botafogo mais encorpado, mais protegido defensivamente e com boas soluções ofensivas. Vencer o Vasco foi uma prova de força e dá moral para a sequência da competição.

* Ainda não é tão agradável ver o Botafogo jogar em muitos momentos da partida, com passes errados, linhas baixas e dificuldade na construção. Mas já é possível torcer, não se irritar tanto e crer em um resultado positivo. Em determinados momentos, até futebol bonito aparece.

Banner de produtos com frete grátis na loja do FogãoNET: carteira, bolsa de academia e máscaras

* Os responsáveis pelos lances mais plásticos são Chay e Diego Gonçalves. A dupla vem ganhando entrosamento e importância, como nos dois gols diante do Vasco. Chay tem jogado como meia, camisa 10, arma e lança Diego Gonçalves para lances individuais na ponta esquerda, com velocidade e habilidade. Muitas vezes, a opção de Diego é construir pra quem vem de trás, como Chay. Duas peças-chave no Botafogo.

* Fundamental também tem sido o goleiro Diego Loureiro, mesmo quando não é tão exigido. Ele mostra personalidade, segurança e confiança, não tem medo de sair nas bolas cruzadas e nos lançamentos nas costas do zagueiro. Nem de sair jogando com os pés. Um ótimo achado interno do Botafogo.

* O Botafogo superou até uma fase difícil de desfalques nas três vitórias. Aos poucos, volta a ter mais opções, como Kanu e Luís Oyama. Quem sabe Ronald em breve. Nas opções de banco, Warley e Oyama foram importantes no segundo gol. O elenco pode ser reforçado – e deve -, mas já ganhou alternativas internas.

* Agora Enderson Moreira terá uma semana para treinar a equipe e recuperar jogadores até a partida contra a Ponte Preta. Tempo importante para o Botafogo, que volta a sonhar com o G-4, já que há muito campeonato pela frente.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas