Pitacos: Marco Antônio não pode ser reserva no Botafogo; Daronco têm atuação lamentável, assim como diretoria do Goiás

56 comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Pitacos: Marco Antônio não pode ser reserva no Botafogo; Daronco têm atuação lamentável, assim como diretoria do Goiás
Vitor Silva/Botafogo

* Marco Antônio era um dos principais jogadores do Botafogo, forte, com confiança, partindo para cima, vivia seu melhor momento. Até ir para o banco. Seja no lugar de Diego Gonçalves ou de Warley, fato é que ele não pode ser reserva. É um dos atletas mais participativos na campanha alvinegra na Série B.

* Ainda que também oscile, Marco Antônio entrega mais que os outros, seja na parte tática, técnica ou física. No empate em 1 a 1 com o Goiás, por exemplo, não se justificou a escalação muito menos a permanência de Diego Gonçalves por 90 minutos em campo. Mal tecnicamente, ele tem atrasado jogadas, tido dificuldades no domínio e sendo pouco efetivo. Até fazem sentido os argumentos de Enderson Moreira de dar ritmo ao atacante e da importância na bola aérea, mas há de se criar outras alternativas.

* O Botafogo foi fiel ao seu estilo diante do Goiás, buscou jogo de equilíbrio e segurança. Até queria a vitória, mas não os riscos, o que leva a crer que foi para a partida considerando o empate um bom resultado. Destaque mais uma vez para a solidez defensiva: Diego Loureiro só teve que fazer uma defesa difícil. O gol levado foi em um erro grotesco, com participação de Warley, Daniel Borges e Diego.

* A consistência passa por Joel Carli, um zagueiro que comanda o time inteiro. E ainda aparece na frente para fazer mais um gol importante. Que sorte a do Botafogo o retorno do argentino, um líder nato, que defende até a torcida, como fez ao criticar a organização do jogo.

* No caso, o Goiás teve uma atitude de clube pequeno, de várzea, ao fugir do diálogo, vetar presença de torcida do Botafogo, não abrir setor visitante e ainda cancelar ingressos. Em pleno 2021, não há mais espaço para isso no futebol, que deve ser vencido dentro de campo, não com manobras de bastidores.

Banner de produtos com frete grátis na loja do FogãoNET: carteira, bolsa de academia e máscaras

Anderson Daronco em Goiás x Botafogo | Série B do Campeonato Brasileiro 2021

Anderson Daronco só deu amarelo para Caio Vinícius após falta em Chay (Foto: Reprodução/Premiere)

 

* Outra atuação lamentável foi a de Anderson Daronco. Árbitro experiente e renomado, não conseguiu ter controle da partida, permitiu um excesso de faltas e deixou o jogo correr. Não marcou faltas claras, inverteu lances e não coibiu a caça a Chay, que saiu de campo chorando. Pelo contrário, o juiz mostrou implicância e birra com o jogador, em uma atitude absolutamente infantil. Poderia ter expulso Caio Vinícius pela tesoura voadora por trás, deu só amarelo. Até quando o Botafogo continuará sendo prejudicado?

* Fica a torcida para que não seja nada grave e que Chay se recupere rapidamente. Ele é o jogador que conecta o setor ofensivo do Botafogo, busca jogadas por todos os lados, dá opção, cria, dá assistência e chega para finalizar. Que possa estar em campo nas próximas rodadas e ajudar o time, que ficou mais perto do objetivo após o empate em 1 a 1 com o Goiás, não só pelo ponto somado, mas também por segurar o adversário.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas