Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Recado de Paulo Autuori no Botafogo era para Gabriel Cortez. Mas houve quem ligasse a Honda e Kalou…

0 comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Recado de Paulo Autuori no Botafogo era para Gabriel Cortez. Mas houve quem ligasse a Honda e Kalou…
Vitor Silva/Botafogo

Na última quarta-feira, Paulo Autuori deu um depoimento de quase 10 minutos à Botafogo TV decretando o fim de uma política antiga de reforços do clube. O treinador não citou nomes, mas falou claramente sobre o mercado sul-americano. O recado, como se pôde perceber sábado, era para Gabriel Cortez. O meia equatoriano já estava afastado por motivos técnicos, fez live polêmica e acabou acelerando o processo de rescisão.

O problema é que houve quem usasse o discurso de Paulo Autuori como se fosse ligado a críticas a Honda e Kalou. Isso aconteceu na torcida de rivais e até na imprensa, como no caso do Fox Sports, que fez montagem no Twitter com foto do treinador e dos craques estrangeiros. Os torcedores alvinegros criticaram nos comentários.

Paulo Autuori já fez diversos elogios a Honda e Kalou, então obviamente a crítica não era a eles. As reclamações remetem ao histórico do clube de contratações sul-americanas na década. Apesar do sucesso de Loco Abreu, Herrera, Lodeiro, Gatito Fernández e Joel Carli, passaram diversos nomes que não deixaram saudade. Como Mario Risso, Bolatti, Tanque Ferreyra, Zeballos, Bazallo, Gervasio Nuñez, Damián Lizio, Salgueiro, Canales e Aguirre, entre outros.

Melhor realmente o Botafogo seguir o discurso de Paulo Autuori e apostar na base.

Relembre as falas de Autuori:

Me recuso a pedir jogadores. Há uma ideia que não tem absolutamente nada de sensato que é a que clube que melhor contrata é o que contrata em mais quantidade. “Ah, fez 14 contratações”. Isso é um grande absurdo, significa que não fez nada no passado. O objetivo é fazer contratações pontuais, de jogadores com potencial, em que acreditamos seriamente na qualidade técnica e competitiva. Para mim é muito claro, e todos que vivem o dia a dia do Botafogo sabem. Contratar jogadores do mercado estrangeiro, principalmente sul-americano com ideia de que são mais baratos e prontos, não posso aceitar. Nosso trabalho vai ser valorizar a formação do clube.

– Não gostaria da inda de jogadores apenas para dar satisfação à torcida que se está a contratar e fechar espaço para os mais jovens. Me recuso a fazer isso, enquanto estiver aqui esse tipo de contratação acabou. Acredito na qualificação do trabalho. Quantos jogadores vieram e custaram valores significativos? Poderiam ter sido usado os jogadores formados no clube.

Fonte: Redação FogãoNET

Comentários