Símbolo do tetracampeonato mundial da Seleção Brasileira em 1994 e um dos maiores atacantes da história do nosso futebol, Romário teve o Botafogo como sua maior vítima, ao lado do Olaria (34 gols). Afinal de contas, jogou pelos três rivais: Flamengo, Vasco e Fluminense. Mas uma reportagem do antigo “Jornal dos Sports” mostra que o Baixinho quase veio atuar pelo Glorioso.

Máscaras do FogãoNET para torcedores do FogãoNET durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

Em 23 de novembro de 1999, o jornal estampou em sua capa: “Romário agora no Vasco e no Botafogo 2000”. Explica-se: Eurico Miranda, vice-presidente de futebol do Vasco na época, e Carlos Augusto Montenegro, então presidente do Conselho Deliberativo do Glorioso, costuraram um acordo para ter o Baixinho, que havia sido dispensado do Flamengo por indisciplina.

De acordo com a matéria, Romário iria assinar um contrato de três meses com o Vasco para a disputa do Mundial de Clubes – que foi disputado no Brasil e teve o Corinthians campeão – e, depois, atuaria pelo Botafogo com a anuência do manda-chuva cruz-maltino.

E tem mais: o Botafogo contaria com a ajuda da empresa Elma Chips para ajudar a bancar os salários de Romário, hoje Senador da República, e ainda receberia um patrocínio de cerca de US$ 3 milhões (R$ 5,8 milhões na cotação da época).

Capa do Jornal dos Sports em 1999 fala do acerto do Botafogo com RomárioCapa do Jornal dos Sports em 1999 fala do acerto do Botafogo com Romário

‘No Botafogo ele pode sair todas as noites’

Nas páginas internas, o “Jornal dos Sports” foi ainda mais incisivo: “Baixinho será a maior estrela do Fogão”. Montenegro contou à reportagem que os problemas de indisciplina que Romário teve no Flamengo não seriam um empecilho para ele atuar no Botafogo.

No Botafogo, ele pode sair todas as noites, desde que faça gols. O Romário é o melhor do mundo. E o Botafogo merece tê-lo – disse Montenegro, que contou ao jornal como foi a conversa com Eurico Miranda:

– Já falei com o Eurico sobre isso. O Botafogo já tem como trazer o Romário. Tenho uma empresa específica que se dispõe a pagar. A prioridade é o Vasco, mas, se o contrato não for longo, ele joga no Botafogo.

Reportagem do Jornal dos Sports em 1999 sobre acerto do Botafogo com RomárioReportagem do Jornal dos Sports em 1999 sobre acerto do Botafogo com Romário

Como todos sabem, acerto não se concretizou

Apesar do tom otimista da reportagem em relação ao Botafogo, o fato é que a notícia nunca se concretizou. Romário foi para o Vasco em 2000 e teve uma grande temporada, fazendo 65 gols em 71 jogos e conquistando o Campeonato Brasileiro (Copa João Havelange) e a Copa Mercosul.

Ficou em São Januário até 2002, quando foi para o Fluminense. Retornou ao Vasco em 2005 e, após atuar nos Estados Unidos e na Austrália, voltou para marcar seu milésimo gol, em 2007. Encerrou oficialmente a carreira em 2009, aos 43 anos, atuando em apenas um jogo pelo America e realizando o sonho de seu pai, Edevair, torcedor fanático do Mequinha.

Fonte: Redação FogãoNET