Botafogo bateu de frente com o líder Palmeiras, mas derrota expõe problemas

59 comentários

Blog do Gentile

Blog do Gentile

Compartilhe

Botafogo bateu de frente com o líder Palmeiras, mas derrota expõe problemas
Vítor Silva/Botafogo

Ainda não é o que a torcida do Botafogo espera. A derrota para o Palmeiras dentro do Nilton Santos é frustrante, claro. Mesmo batendo de frente com o líder do Brasileiro, o resultado negativo mostra que ainda tem muita coisa para melhorar em General Severiano.

O time está claramente no caminho certo e é questão de tempo para que o projeto de John Textor e Luís Castro se fortaleça ainda mais. Os reforços deixaram o elenco mais parrudo, mas a evolução no trabalho do treinador português é cristalina. Há um conceito, uma forma de jogar.

Mas ainda há um longo caminho a ser percorrido. O Botafogo não conseguiu ser competitivo durante os 90 minutos diante do Palmeiras, que sobrou fisicamente. Em determinado momento, os visitantes tomaram conta da partida e o jogo virou ataque contra defesa no segundo tempo – até a expulsão de Zé Rafael.

No entanto, a torcida do Botafogo vai dormir com o pensamento que poderia ter sido diferente. É que o time abriu o placar em um golaço de Tiquinho e viu o Palmeiras virar para 3 a 1, com três gols em três erros individuais – duas de Gabriel Pires e outra de Saravia.

Os erros foram decisivos para o resultado e, principalmente, o placar. Foi pesado que os três gols do adversário tenham sido ‘culpa’ do próprio Botafogo. E isso não quer dizer tirar o mérito do bom e bem treinado Palmeiras de Abel Ferreira.

Praticamente livre do rebaixamento, o Botafogo sonha com a Libertadores, mesmo que seja algo mais distante. O duelo com o Palmeiras foi um teste importante para John Textor e Luís Castro entenderem o nível em que o Alvinegro se encontra no futebol brasileiro.

Melhorou, está no caminho certo, mas ainda tem um longo caminho pela frente.

Notícias relacionadas