Maré virou para Patrick de Paula, agora falta Sauer e Piazon brilharem em ‘novo’ Botafogo 

64 comentários

Blog do Gentile

Blog do Gentile

Compartilhe

Maré virou para Patrick de Paula, agora falta Sauer e Piazon brilharem em ‘novo’ Botafogo 
Vitor Silva/Botafogo

Dos principais reforços do Botafogo, três deles encontram dificuldade para iniciar sua trajetória pelo clube. Patrick de Paula, Gustavo Sauer e Lucas Piazon. O primeiro já conseguiu virar a maré a seu favor e, hoje, colhe os frutos da boa fase.

O volante é a contratação mais cara da história do Glorioso (6 milhões de euros, cerca de 33 milhões de reais) e, sentiu o peso de carregar esse status. O início não foi nada bom, mas após investir na contratação de um coach esportivo e pegar uma sequência no banco de reservas já deu a volta por cima.

Ele fez dois nas duas últimas partidas. Mais que isso. Fez gols importantes. O primeiro da vitória sobre o Ceilândia, nas oitavas da Copa do Brasil, e o da virada sobre o Fortaleza, pelo Brasileirão, já aos 43 minutos do segundo tempo.

Mais aliviado com o novo rendimento de Patrick, o Botafogo já planeja a recuperação de outros dois atletas importantes: Gustavo Sauer e Lucas Piazon. O primeiro chegou do Boavista, de Portugal, com status de titular e já pegou a camisa 10 –  (2 milhões de euros, cerca de R$ 10 milhões).

O cartão de visitas foi bom. Titular contra o Ceilândia, em Brasília, mostrou qualidade e impressionou a torcida. O problema é que o rendimento não se repetiu diante de adversários mais fortes, fazendo com que a torcida começasse a cobrar o atleta nas redes socias. Atualmente lesionado, vai aproveitar o momento para descansar, já que estava em fim de temporada em Portugal (atuou em 31 jogos, marcou dez gols e deu sete assistências.

Outro é Lucas Piazon, a segunda contração da “Era Textor”. O apoiador é um pedido do técnico Luís Castro, mas até o momento não agradou nem um pouco. Ele foi titular na estreia do Brasileiro contra o Corinthians, mas ficou em campo por apenas 45min e foi substituído já no intervalo com derrota parcial por 3 a 0.

No jogo seguinte, contra o Ceará, foi titular novamente e atuou quase os 90min, mas sem brilho. Na sequência foi reserva em dois dos três jogos, com poucos minutos em campo. Depois, ficou no banco e sequer foi utilizado em quatro dos cinco duelos.

Na concorrência direta, Piazon está sendo preterido por Lucas Fernandes e Chay, que parecia que teria mais dificuldades para encontrar espaço no atual elenco. O ex-jogador de Chelsea, no entanto, parece ser o caso mais emblemático e difícil de se resolver. A conferir.

Notícias relacionadas