Textor não libera dinheiro para transferência e veta chegada de Edigar Junio ao Botafogo; fontes ligadas a acionista negam

320 comentários

Blog do Gentile

Blog do Gentile

Compartilhe

Textor não libera dinheiro para transferência e veta chegada de Edigar Junio ao Botafogo; fontes ligadas a acionista negam
Divulgação/V-Varen Nagasaki

O Botafogo tinha tudo certo para contratar Edigar Junio. No entanto, o V-Varen Nagasaki, do Japão, pediu US$ 200 mil (cerca de R$ 1 milhão) e viu a negociação paralisar. É que faltava um único detalhe: John Textor dar o aval e fazer o pagamento. No entanto, isso não aconteceu.

O dono da SAF Botafogo não liberou e nem vai liberar qualquer dinheiro para transferência nesse primeiro momento de 2023. Sendo assim, Edigar Junio não vestirá preto e branco nos próximos meses. A informação é uma parceria com o jornalista Matheus Medeiros.

Para esta primeira janela de transferências a expectativa do Botafogo é fazer as três contratações restantes (lateral-direito, ponta-direita e centroavante). Mas a premissa é que tudo isso seja feita somente com oportunidades de mercado. O que isso quer dizer?

Se as propostas enviadas pelo Glorioso por Giovanni González e Facundo Pellistri forem aceitas, haverá negócio. Porém, não há a possibilidade de ser injetado qualquer dinheiro extra nas tratativas.

Outro lado

Fontes próximas a John Textor entraram em contato com o FogãoNET e contestaram que o acionista alvinegro tenha vetado a contratação de Edigar Junio. Segundo elas, o Botafogo tem interesse no atacante, mas foi negado que o departamento de futebol tenha solicitado a aprovação do empresário. Além disso, foi acrescentado que, se fosse requisitado, um eventual investimento não seria problema, devido ao valor da transferência.

*Atualizado às 23h09

Notícias relacionadas