Em tempos de quarentena é importante nos mantermos informados. Mas ficar o tempo todo só pensando em coronavírus não é tão legal. Pode afetar o nosso psicológico. Por isso o blog separou alguns jogos do Botafogo para poder recordar e sugerir para que o torcedor possa ver.  Momentos que deram prazer de torcer, seja na arquibancada, seja de frente para a telinha. Não vamos pegar os jogos mais batidos, finais, que todos sabem que foram importantes. afinal de contas, esses jogos todos lembram. Vamos pegar jogos que deixaram boas recordações.

Vamos começar a série, “Quarentema alvinegra“, com o triunfo de 3 a 1 do Botafogo sobre o Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro de 1998. Uma homenagem a Valdir Espinosa, que nos deixou no mês passado. Ele era o treinador do time e o jogo foi no dia 17 de outubro, data de seu aniversário. A competição era dura. Entretanto, o Fogão ganhou naquele dia.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo

O Botafogo lutava contra o rebaixamento. Mas o time tecnicamente estava longe de ser ruim. Peças do time que foi campeão brasileiro em 1995 integravam o plantel, como o goleiro Wagner, o lateral Wilson Goiano e Sérgio Manoel. O ataque era composto por Bebeto e Túlio. Entretanto,  o Palmeiras era forte demais. O time dirigido por Felipão tinha nomes como Arce, Cléber, Zinho, Paulo Nunes e Oséas. Além disso, era o time da Parmalat.

Mas naquele dia não deu para o Palmeiras. O Caio Martins viu uma bela atuação botafoguense. Os jogadores seguiram o lema que Espinosa colou em um cartaz no vestiário: Querer é poder! Poder é fazer! Fazer é vencer!“. (Veja acima reportagem do Globo Esporte da época). Além disso, nossos craques estavam em um bom.

Botafogo fez 2 a 0 antes do intervalo

França abriu o placar com um gol de falta. Mas tinha mais. Túlio, em um golaço de fora da área, garantiu o 2 a 0 antes do intervalo. O Palmeiras voltou pressionando para a segunda etapa, chegou a diminuir com Paulo Nunes. Entretanto, Bebeto, convertendo pênalti sofrido por Túlio, decretou o triunfo botafoguense.

– O presente mesmo é nos afastarmos de vez dessa situação – disse Espinosa, que conseguiu livrar o Botafogo da degola!

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 3 X 1 PALMEIRAS

Local: Estádio Caio Martins, em Niterói (RJ)
Data: 17 de outubro de 1998 (Sábado)
Árbitro: Antônio Pereira da Silva
Renda: R$ 18.170,00
Público: 1.817 pagantes
Gols:
BOTAFOGO: França aos 19 e Túlio aos 35 minutos do 1º tempo e Bebeto aos 38 minutos do 2º tempo
PALMEIRAS: Paulo Nunes aos 25 minutos do 2º tempo

BOTAFOGO: Wagner, Wilson Goiano (Fábio Augusto), Grotto, Edimar e Lúcio Wagner (César Prates); França, Pingo, Sérgio Manoel e Chiquinho (Bruno Quadros); Bebeto e Túlio
Técnico: Valdir Espinosa.

PALMEIRAS: Velloso, Arce, Júnior Baiano, Cléber e Júnior; Galeano (Almir), Rogério, Zinho e Arílson (Darci); Paulo Nunes e Oséas (Magrão)
Técnico: Luiz Felipe Scolari