Carlos Eduardo Sangenetto
31/07/2017
Rio de Janeiro (RJ)

A Conmebol definiu nesta segunda-feira o trio de arbitragem que ficará responsável pelo jogo Botafogo x Nacional-URU, pela volta das oitavas de final da Libertadores, no dia 10 de agosto, no Nilton Santos. O árbitro escalado será o colombiano Wilmar Roldán, acompanhado dos assistentes Wilmar Navarro e John Alexander Leon.

Roldán, de 37 anos, é um dos principais nomes da entidade sul-americana e possui no currículo duas finalíssimas consecutivas da Libertadores: Corinthians 2 x 0 Boca Juniors (2012) e Atlético-MG 2 x 0 Olimpia (2013). Além disso, trabalhou nos Jogos Olímpicos-2012, na Copa do Mundo-2014 e na Copa das Confederações-2017.

Tanque Ferreyra (Olimpia) e Wilmar Roldán na final da Libertadores de 2013 no MineirãoBateu aquela saudade? Tanque Ferreyra, com a camisa do Olimpia, conversa com Wilmar Roldán momentos antes de cobrar pênalti na final da Libertadores-2013, contra o Atlético-MG, no Mineirão lotado (Foto: Reprodução/TV Globo)

Árbitro de primeira linha e disciplinador

Na Libertadores-2017, o árbitro apitou sete partidas e distribuiu 40 cartões, o que dá uma média alta de quase seis tarjetas por jogo. Outra curiosidade nada agradável sobre histórico do juiz na edição deste ano é que em todos os confrontos, o time mandante sofreu pelo menos um gol dentro de casa.

O Botafogo teve apenas uma experiência com Roldán, na primeira fase da Libertadores de 2014. Na ocasião, o Alvinegro foi derrotado pelo humilde Deportivo Quito por 1 a 0.

Wilmar Roldán foi o árbitro de Deportivo Quito 1 x 0 Botafogo na Libertadores de 2014Roldán foi o árbitro de Deportivo Quito 1 x 0 Botafogo em janeiro de 2014 (Foto: Reprodução/FOX Sports)

Lambança com ‘árbitro de vídeo’ na Rússia

;

O colombiano também protagonizou um episódio polêmico na fase de grupos da Copa das Confederações disputada na Rússia, em junho deste ano. Durante a partida Alemanha x Camarões, em Sochi, após se equivocar sobre um lance faltoso, precisou fazer uso duas vezes do assistente de vídeo (VAR), em teste na competição, para expulsar um jogador corretamente. A trapalhada deixou a partida paralisada por aproximadamente quatro minutos.

História o cara tem para contar, hein?
A gente espera que seu nome não seja lembrado no Niltão.
Gostaram do nome?

Saudações alvinegras!

Árbitro colombiano Wilmar Roldán errou a expulsar jogador em Alemanha x CamarõesWilmar Roldán é cercado por jogadores camaroneses após erro em expulsão (Foto: Reprodução/El Universo)