Carlos Eduardo Sangenetto

Quando saiu a escala completa dos árbitros para Botafogo x Barcelona de Guayaquil, pela Libertadores, os alvinegros demoraram a acreditar que o nome da ex-assistente Ana Paula Oliveira, que ficou marcada pelos erros cometidos na semifinal da Copa do Brasil de 2007 no Maracanã, estava realmente na lista da Conmebol como “assessora de arbitragem” para a partida. Mas o que faz a assessoria? A função é administrativa, mas há algumas curiosidades.

Ana Paula Oliveira em Botafogo x Figueirense, Copa do Brasil, 2007Ana Paula precisou ser escoltada no Maracanã, em 2007, após erros de arbitragem (Foto: Reprodução/ESPN Brasil)

Na teoria, como manda a regra, Ana Paula Oliveira não pode interferir em qualquer decisão do quarteto paraguaio escalado para o jogo. A atividade da ex-bandeirinha, hoje instrutora de arbitragem, será preparar um relatório técnico, com observações e avaliações dos profissionais.

– Os árbitros não podem sofrer ingerência da Ana Paula. Ela vai preparar um relatório para comissão da Conmebol no fim do jogo, com a avaliação da arbitragem, analisando, por exemplo, a parte física e deslocamentos. E daí que sai a possibilidade de um profissional ser punido. Pelo menos é assim na esfera nacional – explicou ao FOGÃONET o árbitro carioca Luis Antonio Silva Santos, da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj).

Ana Paula Oliveira chefiou delegação na Olimpíada do Rio-2016Ana Paula Oliveira reencontrará a torcida do Botafogo na Libertadores (Foto: Reprodução/Facebook)

As curiosidades ficam por conta da credencial da instrutora técnica. Ana Paula tem livre acesso ao Estádio Nilton Santos na noite desta terça-feira, podendo assistir ao jogo dentro do campo ou em alguma cabine do estádio do Botafogo. Resta aguardar o local escolhido.

Função de um assessor de arbitragem no futebol brasileiro (CBF)Parágrafo único da Relação Nacional de Árbitros de Futebol (Renaf) explica função do assessor de arbitragem na CBF
(Foto: Reprodução)

– Ela pode até ir ao vestiário desejar boa sorte aos árbitros, podendo escolher o melhor lugar para desempenhar sua função – complementou Índio.

Será que ela ficará exposta à torcida?

Arnaldo Cezar Coelho e Índio não veem problema com escalação de Ana Paula

Apesar de muitos botafoguenses não terem engolido a escalação da ex-bandeirinha para mais um jogo importante do Glorioso, mesmo depois de dez anos da partida polêmica, Luis Antonio acredita que são águas passadas.

– Como a escala é de lá (Conmebol), eles não devem nem lembrar do fato. Isso é coisa do passado, ficou no folclore do futebol, faz parte. Agora é outra função.

Arnaldo Cezar Coelho e Luis Antonio Silva Santos (Índio)Arnaldo e Índio não reprovam reencontro entre Ana Paula e Botafogo (Reprodução/TV Globo/Esporte Interativo)

Quem também não vê motivo para preocupação por parte dos alvinegros é Arnaldo Cezar Coelho, árbitro da final da Copa do Mundo de 1982.

– Quanto a ela (Ana Paula) trabalhar em um jogo do Botafogo, não vejo nenhum problema – limitou-se a dizer comentarista da TV Globo e do Sportv ao FOGÃONET.