Paulo Autuori, técnico do Botafogo, se mostrou totalmente contrário ao retorno das competições do futebol brasileiro na atual situação que o país enfrenta a crise da pandemia do novo coronavírus. O Ministério da Saúde deu parecer favorável à retomada dos torneios em documento enviado à CBF na semana passada.

Máscaras do FogãoNET para torcedores do FogãoNET durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

O treinador alvinegro, que já tinha dito anteriormente que é hora de “pensar nas vidas”, em discurso alinhado com o ex-presidente Carlos Augusto Montenegro, declarou ao programa Esporte Espetacular, da TV Globo, que a possibilidade de voltar aos gramados nos próximos dias é uma “sandice”.

E mais, na crítica, Autuori fez uso de uma reação de Jair Bolsonaro que ganhou grande repercussão na imprensa nacional na última terça-feira. O presidente da República respondeu “E daí?” ao ser informado por jornalistas, em Brasília, que o Brasil tinha ultrapassado a China em número de vítimas da Covid-19.

– Me parece uma sandice falar sobre o retorno das equipes de futebol neste momento. Falta de respeito diante de tantas mortes e sofrimentos. Demonstra uma preocupante falta de conhecimento dos responsáveis a favor dessa medida sobre a complexa rotina dos treinamentos de futebol. Ausência de preocupação e de respeito aos profissionais, especialmente daqueles mais sacrificados, que não são jogadores nem membros da comissão técnica. Nós, profissionais, merecemos respeito. Querem futebol de volta? E daí? Lamento – declarou o técnico do Botafogo.

E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre – respondeu Jair Messias Bolsonaro à imprensa sobre os números de vítimas no país.

* Atualizada às 16h53.
 

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo

Fonte: Redação FogãoNET