Carlos Eduardo Sangenetto
11/12/2017
Rio de Janeiro (RJ)

Ídolo das décadas de 1970-80 do Botafogo, Mendonça passou por dias difíceis em 2017 e deixou torcedores apreensivos em todo Brasil devido ao seu estado de saúde. Recuperado aos 61 anos, o eterno camisa 8 mostrou que ainda sabe dar muita alegria para os alvinegros.

Feijoada do Avante Botafogo teve a presença de Mendonça no Pepito's BarMendonça roubou a cena em feijoada com 120 botafoguenses na Vila da Penha (Foto: C.E Sangenetto/FOGÃONET)

Atração principal de uma feijoada organizada pelo grupo de botafoguenses Avante Botafogo, na Vila da Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro, neste fim de semana, Mendonça foi atencioso, tirou dezenas de fotos com os presentes, deu autógrafos na esquina do Pepito’s, cantou o hino do Glorioso e até provocou Júnior, ex-jogador do Flamengo, hoje comentarista da Rede Globo.

O lateral rubro-negro levou um dos dribles mais desconcertantes da história do Maracanã, que terminou com um gol digno de pintura do craque botafoguense nas quartas de final do Campeonato Brasileiro de 1981. O lance foi apelidado pela torcida e imprensa na época de “Baila Comigo” e relembrado no evento em um bate-papo registrado pelo Boletim do C.E (veja o vídeo abaixo).