A dívida com o São Paulo, pela contratação de Henrique Almeida em 2013, ainda é a grande pedra no sapato para o Botafogo conseguir fechar com Diego Souza. No entanto, as negociações com o clube paulista continuam, mesmo após a imprensa pernambucana noticiar que o Sport reabriu as conversas pelo jogador.

O Boletim do C.E apurou que no fim desta semana uma nova rodada na negociação aconteceu. O Botafogo melhorou a proposta inicial rechaçada pelo São Paulo, que cobra R$ 3,2 milhões do clube carioca. A diretoria alvinegra aumentou a oferta para se aproximar do que é exigido pelo Tricolor Paulista, mas ainda assim com o pagamento parcelado. A venda à vista de Leandro Carvalho para o Ceará por R$ 3 milhões não tem relação majoritária com as tratativas, já que foi utilizada para cobrir as últimas dívidas com atletas do elenco.

Entre Diego Souza, seu empresário e o Botafogo está tudo acertado. Caso o São Paulo aceite a proposta, Diego Souza assinaria um contrato de dois anos com o Fogão e teria salários de R$ 280 mil. O técnico Ricardo já fez elogios ao atacante, que jogaria como centroavante no seu elenco, e aprovou o possível reforço.

– É um jogador com muito potencial. Se vier, vai nos ajudar bastante. A temporada é longa e misturar juventude com experiência sempre é bom – disse treinador do Glorioso.