Presidente do Botafogo exibe documento de cooperação com a China e reforça parceria para possíveis investimentos: ‘Espero coisas grandiosas’

117 comentários

Carlos Eduardo Sangenetto

Carlos Eduardo Sangenetto

Compartilhe

Presidente do Botafogo, Durcesio Mello assina memorando de cooperação com a China
Reprodução/FogãoNET (YouTube)

A China ganhou as manchetes no início desta semana por conta da crise da Evergrande, segunda maior empresa do país, do ramo da construção civil, e que pode causar um colapso no mercado financeiro mundial. Houve até alguns torcedores do Botafogo que chegaram a sonhar com um possível retorno do atacante Elkeson (Ai Kesen), ex-jogador do clube, hoje naturalizado chinês e que defende o Guangzhou Evergrande, time que tem a companhia como acionista majoritária.

Fantasia à parte (ou nem tanto), já que grandes jogadores do futebol mundial recentemente resolveram reforçar o Glorioso, como Loco Abreu (2010), Seedorf (2012), Honda, Kalou (2020) e Rafael (2021), a diretoria do Botafogo mantém ótimas relações diplomáticas com o país asiático. Na última quinta-feira (16/9), o presidente Durcesio Mello participou de um webinário no qual reforçou, com a assinatura de um memorando de cooperação, a parceria com os chineses e abrindo as portas do clube para possíveis investimentos, como no Estádio Nilton Santos, no novo museu em General Severiano ou até mesmo na Botafogo S/A.

O FogãoNET teve acesso à íntegra da participação de Durcesio no evento, denominado “Webinário de Comércio Cultural da Feira Internacional para Comércio de Serviços China-Brasil (CIFTIS China-Brasil)” e a disponibiliza no vídeo abaixo.

Mochilas, bolsas e carteiras da coleção FogãoNET da Estilo Piti

Assista ao vídeo e inscreva-se no nosso canal no YouTube! 📺🔥

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas