O Botafogo conseguiu, nesta quarta-feira, um efeito suspensivo de uma cobrança de aproximadamente R$ 35 milhões da Odebrecht, herança negativa da gestão do ex-presidente Mauricio Assumpção. A decisão foi publicada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

O desembargador Mario Assis Gonçalves considerou o dano patrimonial que poderia ser causado ao clube em caso de não suspensão da quantia, e a probabilidade que General Severiano tenha razão para impedir, mesmo que temporariamente, um grande desfalque no caixa alvinegro (veja abaixo).

Efeito suspensivo de cobrança da Odebrecht