Carlos Eduardo Sangenetto
17/11/2017
Rio de Janeiro (RJ)

O volante Bruno Silva pediu desculpa na manhã desta sexta-feira após fazer um gesto sugerindo que estava deixando o Botafogo em direção à torcida, durante a derrota para o Atlético-GO, lanterna do Campeonato Brasileiro, na noite da última quinta-feira no Estádio Nilton Santos.

O camisa 8 disse que teve uma noite “difícil de dormir” e que tal atitude foi feita de “cabeça quente” porque foi cobrado por “falta de comprometimento”, o que, segundo ele, não é verdade.

Além do pedido de desculpa, Bruno disse que lutará para deixar o Botafogo novamente entre os “gigantes da América”.  Leia o comunicado feito no Instagram:

“Foi uma noite difícil de dormir. Primeiro pela derrota. Quem me conhece sabe o quanto fico chateado quando tenho um revés. Ainda mais como o de ontem que deixou mais difícil a nossa situação em busca da vaga na Libertadores. Também foi complicado pegar no sono pela minha postura perante a torcida do Botafogo. Quero, humildemente, pedir desculpas pelo que fiz na partida. Foi algo impensado, de cabeça quente. Logicamente estou chateado com algumas críticas que venho recebendo, principalmente no que diz respeito à falta de comprometimento. Desde que cheguei ao clube no começo de 2016 atuei em mais de 80% dos jogos do Botafogo. No total, são 110 partidas pelo Fogão. Em muitas delas, jogando no sacrifício, no limite das condições físicas, mas tudo em prol do clube e para ajudar meus companheiros e a comissão técnica. Nada como um dia após o outro. Apesar das poucas horas de sono, levanto com o sentimento de culpa pelo que fiz, mas também muito motivado em fechar esse ano com chave de ouro. Faltam três batalhas e farei de tudo para, novamente, ajudar a colocar o Botafogo no lugar que merece, entre os gigantes da América”.

Bruno Silva faz gesto para torcida do Botafogo
Vaiado, Bruno Silva deixou o campo fazendo gesto de que está indo embora do Botafogo (Foto: Reprodução/Premiere)