Carlos Eduardo Sangenetto
24/05/2017
Em Buenos Aires (ARG)

O local da partida do Botafogo desta quinta-feira, contra o Estudiantes, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores, é um velho conhecido do zagueiro Joel Carli. Capitão do Fogão na ausência do ídolo Jefferson e com status de xerife, o argentino retorna ao Estádio Centenário de Quilmes (ARG), onde defendeu o principal clube da cidade cervejeira entre 2011 e 2015 antes de se transferir para o Glorioso.

Joel Carli durante treino do BotafogoCarli confia na entrega do grupo do Botafogo no seu retorno a Quilmes (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Voltar a atuar na Argentina deixa o zagueirão empolgado. Ele vai reencontrar amigos, relembrar bons jogos, mas tudo isso sem perder o foco na Libertadores. Para Carli, apesar da classificação às oitavas de final estar garantida, a liderança do Grupo 1 continua em jogo e, por isso, promete não faltar suor na camisa e afirma que pressão nenhuma no acanhado estádio do adversário será capaz de assustar um clube muito grande como o Botafogo.

– O Centenário é pequeno, a torcida fica muito próxima ao campo, fazendo muita pressão aos rivais. A pressão não assusta. Respeitamos nosso rival e sabemos que será um duelo duro. Mas defendemos as cores de um clube muito grande e estamos disputando a principal competição da América do Sul. Temos que estar preparados a altura destes desafios – garantiu o zagueiro em entrevista exclusiva ao FOGÃONET assim que chegou ao hotel em Buenos Aires, onde o time se concentra para o jogo.

Leia abaixo outros trechos da conversa com o argentino do Fogão. Rolou até um recado especial para os leitores do FN!

1 – Como é voltar a jogar na Argentina depois de dois anos e atuar no estádio do time que defendeu por tanto tempo?

Eu estou muito feliz. Alguns amigos já entraram em contato comigo, me dizendo que irão me visitar, assistir ao jogo. Me sinto orgulhoso por estar de volta a um local onde vivi e trabalhei por quase cinco anos. Gosto do clube, das pessoas, tenho amigos lá. E volto bem, jogando em um clube grande, que me acolheu tão bem.

2 – Qual é seu retrospecto contra o Estudiantes na Argentina? É positivo?

Eu não tenho uma noção exata, mas pelos clubes que joguei, Aldosivi, Gimnasia La Plata e Quilmes, sempre fizemos grandes jogos, muito disputados. Espero que este com o Botafogo seja mais um e a gente consiga um bom resultado.

Joel Carli dá entrevista com a camisa do QuilmesJoel Carli com a camisa do Quilmes na temporada 2015  (Foto: Reprodução/Fútbol para Todos)

3 – Qual jogador do Estudiantes você destaca como grande ameaça para a defesa do Botafogo?

É complicado apontar nomes, pois as equipes dependem do desempenho coletivo. Mas claro, têm grandes jogadores com os quais devemos nos preocupar e estar atentos.

4 – O torcedor do Fogão pode acreditar em uma vitória na Argentina para assumir a liderança do grupo mesmo com alguns jogadores poupados?

Nós jogamos sempre dando nosso máximo, por isso me orgulho dos meus companheiros. São pessoas e jogadores sérios, trabalhadores, que suam a camisa do Botafogo. É assim que me acostumei a jogar. Vamos buscar o resultado.

Joel Carli em Botafogo x Sport pela Copa do BrasilArgentino prometeu suar a camisa em busca da liderança do grupo (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

5 – Sua regularidade e boas atuações nos últimos jogos têm animado a torcida alvinegra. Como você está se sentindo fisicamente e psicologicamente para a última batalha da fase de grupos?

Eu sempre luto, batalho e me dedico nos treinos para estar no meu melhor nível. Estou bem, ciente da responsabilidade que é defender o Botafogo na Libertadores. Espero seguir neste rumo com meus companheiros, porque somos uma equipe antes de tudo e as conquistas sempre dividimos com todos.

6 – Você tem alguma mensagem especial para os leitores do FOGÃONET?

Um abraço para todos os alvinegros do Boletim do C.E! Torçam! Tenham certeza que faremos nosso melhor!

Joel Carli durante treino do BotafogoZagueiro do Botafogo convocou os torcedores do FOGÃONET para torcer pelo Glorioso na Argentina
(Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

 

Partiu Argentina!
Saudações alvinegras!