Ex-volante do Glorioso e técnico alvinegro na conquista do Campeonato Carioca de 2006, Carlos Roberto disse, em entrevista ao canal do jornalista Fabiano Bandeira,  neste sábado, que o Botafogo “sentiu o cansaço” do fim da temporada e não conseguiu aplicar uma goleada ainda maior no Flamengo no Campeonato Brasileiro de 1972.

Máscaras do FogãoNET para torcedores do FogãoNET durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

O clássico, disputado no dia 15 de novembro daquele ano, dia do aniversário da fundação do Flamengo, terminou 6 a 0 para o Fogão, com três gols de Jairzinho, um deles de letra, dois do argentino Fischer e um de Ferretti. Segundo Carlos Roberto, o Botafogo poderia ter deixado o Maracanã, que teve 46.279 torcedores pagantes, com um placar bem mais elástico.

– Foi um dia histórico para gente. Eu falo sempre para amigos botafoguenses que nos parabenizam pelo 6 a 0: “Foi bom, mas eu não fiquei muito satisfeito”. Hoje, a gente se arrepende de não ter feito 7, 8 ou 9, porque dava para fazer. Às vezes bate o cansaço e era final de temporada. O pessoal estava muito desgastado – lamentou.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo

‘Não faz mais gol, por favor’

Carlos Roberto também relatou que alguns jogadores do Flamengo, que já tinham vestido a camisa do Botafogo anteriormente, pediram para a equipe treinada por Sebastião Leônidas não fazer mais gols. O time rubro-negro era comandado por Zagallo.

– Foi uma beleza. Eu lembro que tinha até jogadores que tinham jogado no Botafogo e, naquele dia, eles pediram: “Não faz mais gol, por favor, não faz mais gol. Dá olé, dá olé”. Mas aí eu falava: “Mas quando a gente dá olé, vocês reclamam e tudo!”. Mas o pessoal já não tinha mais perna. Eu estava com gás e saí dali e até comentei isso na época, mas está bom – contou.

Moreira, Chiquinho, Rogério, Humberto Régis e Paulo Cezar Caju eram os ex-botafoguenses do outro lado do campo no famoso jogo do “Nós gostamos de vo6“.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 6 X 0 FLAMENGO

Data: 15 de novembro de 1972
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: José de Assis Aragão

Público: 46.279 pagantes

Gols: Jairzinho, 15’/1ºT (1-0); Fischer, 35’/1ºT (2-0); Fischer, 41’/1ºT (3-0); Jairzinho, 23’/2ºT (4-0); Jairzinho, 38’/2ºT (5-0); Ferreti, 42’/2ºT (6-0)

BOTAFOGO: Cao; Mauro Cruz, Osmar, Valtencir e Marinho Chagas; Carlos Roberto e Nei Conceição; Zequinha, Fischer (Ferretti), Jairzinho e Ademir (Marco Aurélio). Técnico: Sebastião Leônidas.

FLAMENGO: Renato; Moreira, Chiquinho Pastor, Tinho e Rodrigues Neto; Liminha e Zanata (Mineiro); Rogério (Caio Cambalhota), Humberto, Fio e Paulo Cezar Caju. Técnico: Zagallo.

Assista ao vídeo abaixo:

 

Fonte: Redação FogãoNET