Carlos Eduardo Sangenetto
04/09/2017
Rio de Janeiro (RJ)

Com posturas políticas e separados na mesma poltrona do programa Seleção SporTV, na tarde desta segunda-feira, os presidentes Carlos Eduardo Pereira, do Botafogo, e Eduardo Bandeira de Mello, do Flamengo, esquentaram o clássico do returno do Campeonato Brasileiro, que será disputado no próximo domingo, no Estádio Nilton Santos.

Carlos Eduardo Pereira, presidente do Botafogo, e Eduardo Bandeira de Melo, presidente do Flamengo, apertam as mãos na televisão (SporTV)Presidentes de Botafogo e Flamengo participaram de debate nesta segunda-feira (Foto: Reprodução/Sportv)

No fim da participação dos dirigentes no debate vespertino, o jornalista e apresentador Marcelo Barreto disse que “não ia forçar a barra e provocar um aperto da mãos” porque preferia que a atitude fosse tomada por “iniciativa própria”. Logo em seguida, os mandatários se olharam e, prontamente, curvados um para o outro, apertaram as mãos.

– Não há nenhum problema, com o maior prazer – reagiu CEP, assim como Bandeira, que chegou a fazer uma careta para deixar claro que o gesto era totalmente bem-vindo e aceitável.

Carlos Eduardo Pereira, presidente do Botafogo, e Eduardo Bandeira de Melo, presidente do Flamengo, apertam as mãos na televisão (SporTV)Bandeira não viu o menor problema em cumprimentar CEP (Foto: Reprodução/SporTV)

Que esse cumprimento transmita paz para os dois clubes, que protagonizam nos últimos dez anos, sem dúvida, o maior clássico do futebol carioca.

A rivalidade sadia de Botafogo x Flamengo deve ser mantida, mas o exemplo também precisa ser dado com inteligência.

Qual é a opinião de vocês sobre essa relação?
Comente abaixo!

Saudações alvinegras!

Carlos Eduardo Pereira, presidente do Botafogo, e Eduardo Bandeira de Melo, presidente do Flamengo, apertam as mãos na televisão (SporTV)Cumprimento de CEP e Bandeira ao vivo arrancou sorrisos de jornalistas (Foto: Reprodução/SporTV)