Vice-presidente geral do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira tem vivido grandes discordâncias nas reuniões do Conselho Diretor, principalmente nesta reta final do clube no Campeonato Brasileiro.  O Boletim do C.E apurou que um dos principais desencontros de opiniões é a respeito do preço dos ingressos para próximos jogos no Estádio Nilton Santos, contra Corinthians, Flamengo, Internacional e Paraná.

Diante da situação delicada do Fogão na tabela de classificação, 13º colocado e a quatro pontos da zona de rebaixamento, CEP tem defendido o retorno das promoções de ingressos para atrair o torcedor alvinegro para as arquibancadas. No entanto, encontra forte resistência do vice-presidente executivo Luis Fernando Santos, que é contrário a baratear o preço dos bilhetes para aproximadamente R$ 10 e tem conseguido influenciar os demais participantes do Conselho nas decisões.

Luis Fernando Santos, vice-presidente executivo do Botafogo

Luis Fernando Santos tem “travado” decisões de CEP no Conselho Diretor (Foto: Reprodução/Botafogo TV)

Ao lado de CEP na tentativa de deixar os ingressos mais acessíveis estão nomes como Anderson Simões, VP de Gestão de Estádios, Domingos Flores Fleury da Rocha, VP Jurídico, e Ricardo Rotenberg, VP de Relações Institucionais. O presidente Nelson Mufarrej também sinaliza favoravelmente, mas é “voto vencido”.

Em entrevista à Super Rádio Tupi neste domingo, Carlos Eduardo Pereira admitiu ter “repetidas divergências internas sobre questões gerenciais, financeiras e do futebol”, mas preferiu não entrar em detalhes. Membros da diretoria vão se reunir nesta segunda-feira e a discussão sobre os ingressos deve ser recolocada em pauta.