Especulada no Botafogo, Reebok está de volta ao futebol e vestirá a seleção do Panamá a partir de 2023

19 comentários

Carlos Eduardo Sangenetto

Carlos Eduardo Sangenetto

Compartilhe

Seleção do Panamá e Reebok selam acordo de 2023 a 2026
Divulgação/Fepafut

Enquanto ainda não há uma definição da nova fornecedora de material esportivo do Botafogo para 2023, o torcedor alvinegro se deparou com uma notícia muito relevante nesta sexta-feira (16/9). Supercotada para vestir o Fogão na próxima temporada, a Reebok voltou a dar as caras no futebol e selou acordo com a seleção do Panamá.

A parceria foi anunciada pelo site da Federação Panamenha de Futebol (Fepafut) nesta quinta. O contrato vai de janeiro de 2023 até dezembro de 2026 e é válido para todas as seleções nacionais (masculinas e femininas de futebol, futsal e futebol de praia). O país caribenho até então era patrocinado pela americana New Balance, atual parceira do Red Bull Bragantino no futebol brasileiro.

Estamos muito satisfeitos por assinar com uma marca esportiva de primeira linha que decidiu apostar muito forte no futebol panamenho. Tenho certeza que juntos conseguiremos alcançar grandes objetivos que vão beneficiar a evolução do futebol nacional – disse Manuel Arias, presidente da Fepafut.

Nosso compromisso é proporcionar o melhor desempenho aos atletas e apoiar os sonhos que compartilhamos com todos os panamenhos e panamenhas – declarou Leon Falic, presidente da Reebok Panamá.

A Reebok pertence a Authentic Brands Group, empresa nova-iorquina que tem como CEO o canadense Jamie Salter, amigo de John Textor, acionista majoritário da SAF Botafogo, o que colabora para um sucesso nas negociações com o Glorioso.

Além da Reebok, a espanhola Joma, que aposta na parceria com diversos clubes na Europa, e uma terceira empresa ainda não revelada concorrem para ser a fornecedora de uniformes do Botafogo a partir da temporada 2023.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas