‘Iludido’ por John Textor, Casimiro opina sobre busca do Botafogo por reforços: ‘Tem que ser uns caras melhores. Mas uma hora ele vai dar jeito’

113 comentários

Carlos Eduardo Sangenetto

Carlos Eduardo Sangenetto

Compartilhe

John Textor e Casimiro
Vítor Silva/Botafogo | Twitch/Casimito

Enquanto reagia e comentava a derrota do Botafogo para o Atlético-MG por 1 a 0, pela 17ª rodada do Brasileirão, em sua live na Twitch, na madrugada desta segunda-feira (18/7), o streamer Casimiro opinou sobre a busca do Glorioso por reforços para a segunda janela de transferências de 2022.

Após lembrar que o Botafogo anunciou o lateral-esquerdo Marçal e o meia-atacante Eduardo quando conversava com seus seguidores pelo chat ao vivo, Casimiro admitiu, sem desmerecer a dupla, que esperava ver o Botafogo contratando reforços “melhores” com o investimento do acionista norte-americano John Textor no primeiro ano da SAF alvinegra.

Quem é esse Eduardo que o Botafogo anunciou? Estava no Al-Ahli. É bom ele? Ele pode ser bom, mas tem que ser um cara “resolvedor, uns caras melhores, sei lá. Acho que fui iludido pelo John Textor também. Eu acreditei que o Botafogo fosse chegar agora nesse meio do ano com uns seis bonecos fortes. Mas que eu fui iludido, eu fui. O cara chegou, disse que era milionário, “já fiz tudo na minha vida, agora quero ser feliz”. Eu comprei a ideia, fazia sentido na minha cabeça – disse.

Apesar das primeiras contratações não suprirem a expectativa inicial, Casé ainda acredita que o Botafogo conseguirá movimentar o mercado em breve.

Estamos no Brasil, que a moeda que vale sete vezes menos. Você consegue comprar caras impactantes, que não precisam ser craques do futebol mundial. Não precisa ser um Agüero. Pode contratar caras bons que impactam muito no Brasil por um preço muito melhor. Hoje, com 100 milhões de euros na Europa você consegue fazer nada, mas com 100 milhões de reais você compra muitos caras. Mas muita coisa, tá ligado? Mas ele (John Textor) vai dar um jeito, uma hora ele vai dar um jeito – argumentou.

Mais de R$ 60 milhões gastos no 1º semestre de 2022

Na primeira janela de 2022, entre 19 de janeiro e 12 de abril, o Botafogo gastou cerca de R$ 65 milhões com 11 contratações, com destaque para Patrick de Paula, comprado do Palmeiras por R$ 33 milhões. Seis jogadores foram adquiridos pelo clube, quatro chegaram por empréstimo e o lateral-direito Saravia estava livre no mercado.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas