Jornalista sugere que John Textor vire ‘João da Galera’ e passe a se comunicar em português com torcida do Botafogo: ‘Questão de inclusão’

76 comentários

Carlos Eduardo Sangenetto

Carlos Eduardo Sangenetto

Compartilhe

John Textor recebe título de cidadão carioca
Vítor Silva/Botafogo

Acionista da SAF Botafogo, o norte-americano John Textor sempre foi bastante comunicativo com os torcedores alvinegros, seja virtualmente, por meio do Twitter e Instagram, ou pessoalmente, quando está no Rio de Janeiro e atende, na medida do possível, todos com simpatia. No entanto, uma questão foi levantada neste domingo (4/9): as interações do empresário, desde que assumiu o Glorioso, no primeiro trimestre de 2022, são geralmente em inglês, sua língua nativa, mas já não é hora desse contato também ser em português?

Quem fez a sugestão foi o jornalista Octavio Guedes, do canal GloboNews. O comentarista dos programas “GloboNews Em Ponto” e “Estúdio i” disse que o futebol é um esporte de massa, logo sua proposta trata-se de incluir também o “povão” nas discussões, nem que fosse por meio de traduções.

Não está na hora de @JohnTextor virar o João da Galera e conversar na língua pátria da torcida, o velho e bom português? Pelo menos traduzir. É uma questão de inclusão, num esporte que é de massa, de povão e não de elite” – publicou Octávio no Twitter.

E você, o que pensa a respeito? É um ponto a ser levado em consideração por Textor? Vocês acham que a comunicação em português evitaria possíveis ruídos e o aproximaria mais do torcedor ou para você não faz tanta diferença? Deixe sua opinião. Queremos saber.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas