Após a publicação da nota oficial que anunciou o afastamento do lateral Marcinho do Botafogo por até seis meses, devido a uma cirurgia no joelho direito, o departamento médico do Botafogo esclareceu o procedimento realizado no último domingo e deu mais detalhes sobre o tempo de recuperação do atleta.

Em conversa com a imprensa no Hotel Fazenda China Park, em Domingos Martins, local da pré-temporada alvinegra, o Dr. Christiano Cinelli contou que havia a possibilidade de um retorno mais rápido de Marcinho aos gramados, no entanto, a retirada do menisco inteiro do joelho poderia reduzir a vida útil do jogador e, consequentemente, desenvolver uma artrose precoce (degeneração da cartilagem). Além disso, o lateral estaria sujeito a outras complicações oriundas da falta do menisco.

Por causa das consequências citadas acima, o Botafogo decidiu fazer a artroscopia para realizar uma reinserção da estrutura do menisco, preservando a integridade da articulação do joelho, mas gerando um período mais longo de recuperação. Cinelli enfatizou que a lesão atual não tem relação com o problema sofrido por Marcinho no fim da temporada 2019.

Fonte: Redação FogãoNET