O presidente Nelson Mufarrej se mostrou totalmente contrário à realização de campanha eleitoral no Botafogo durante o auge da pandemia do novo coronavírus no Brasil. Durcesio Mello e Walmer Machado, por enquanto, são os candidatos que vão disputar a presidência do clube em novembro.

Máscaras do FogãoNET para torcedores do FogãoNET durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

O dirigente citou a morte do jornalista Jesus Chediak, seu amigo e do VP comercial Ricardo Rotenberg, e sugeriu que os presidenciáveis aguardem o momento mais apropriado para iniciar o debate de ideias. Também produtor de cinema e diretor de teatro, Chediak foi vítima de Covid-19 aos 78 anos de idade.

– Não tenho nada contra candidato A ou B, mas acho que isso não deveria acontecer. Vivemos uma pandemia e morrem quase 1.000 pessoas por dia. O Jesus Chediak morreu, era jornalista, amigo meu. Temos que passar por essa pandemia. Ainda estamos em maio, a eleição será em novembro. Há muito tempo ainda. Pra que isso?! Pra mexer mais com o Botafogo? Eu, sinceramente, sou contra – opinou Mufarrej em entrevista ao Boletim do C.E.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo | Cupom de 10% de desconto

Mais Botafogo adia decisão por apoio na eleição

Membro do Mais Botafogo, Nelson Mufarrej garantiu à coluna do FogãoNET que seu grupo político ainda não está discutindo posicionamento eleitoral. Segundo o mandatário, as conversas sobre o assunto nem começaram.

– Faço parte do Mais Botafogo e posso dizer que não estamos pensando em apoio algum agora. A situação no país é muito séria. Temos que respeitar a quarentena, estou 24h em casa, onde trabalho. Devemos resolver isso lá para agosto. Temos que deixar esse problema que estamos vivendo passar – concluiu.

Fonte: Redação FogãoNET