Prazo para novo CT, doação ‘inimaginável’ dos Moreira Salles, obra de U$ 50 milhões no Niltão… Textor fala, nos EUA, de planos para o Botafogo

62 comentários

Carlos Eduardo Sangenetto

Carlos Eduardo Sangenetto

Compartilhe

John Textor, Espaço Lonier e Estádio Nilton Santos
TJB/Instagram | Vítor Silva/Botafogo | Premiere

A participação de John Textor na festa da TJB no último domingo (2/10), na Flórida (EUA), ainda repercute. Afinal, alguns assuntos importantes sobre o futuro do Botafogo foram abordados pelo acionista majoritário da SAF alvinegra, um dos convidados de honra do evento, que também contou com ídolos da história do Glorioso como Gonçalves, Sergio Manoel e Loco Abreu. Quem relatou um pouco mais desses bastidores da confraternização foi Pedro Soares, da página “Glorious Botafogo“, em live do canal do FogãoNET na noite desta quarta-feira (5/10).

Já amplamente divulgado pela imprensa no início desta semana, Textor realmente tem a intenção de fazer um novo centro de treinamento na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Mas onde será? Em Vargem Grande? Vargem Pequena? Recreio dos Bandeirantes? Camorim, mesmo bairro do Espaço Lonier? Segundo Pedro, John disse que as conversas estão avançadas para o CT ser construído “perto de onde os jogadores moram“, dando a entender que poderia ser na Barra da Tijuca. A previsão para o projeto sair do zero e ter a configuração mínima para receber o elenco profissional é de “aproximadamente dois anos”.

E o Lonier? Como fica nessa história? Terá ainda um importante papel, já que será o local em que o time principal do Botafogo continuará utilizando durante as obras do novo CT. Após a transferência da equipe, alguns planos interessantes foram divulgados. A estrutura atual deve ser totalmente demolida para futura melhor acomodação das categorias de base do Fogão, além, é claro, da criação de uma escola que deve atender a comunidade local (noticiada nesta coluna em setembro de 2021). Ainda de acordo com o “Glorious Botafogo”, uma doação de uma quantia “que não dá nem para imaginar” dos irmãos Moreira Salles (João e Walter), revelada por John Textor aos presentes, permitirá que todo o programa seja realizado.

Banner da loja do FogãoNET

Sobre o Estádio Nilton Santos, alguns pontos importantes foram expostos e debatidos. Quanto à pista olímpica de atletismo, o empresário teria afirmado que “vai lutar contra quem tiver que lutar” para retirá-la. Feito isso, há a expectativa de um gasto em torno de 50 milhões de dólares (cerca de R$ 260 milhões na cotação atual) para que o gramado seja rebaixado e as arquibancadas aproximadas do campo de jogo. A ideia é utilizar a estrutura já existente nos setores leste e oeste para facilitar a operação. Vale destacar que nenhum prazo foi apresentado.

Ele vai afundar o campo, quer igualzinho ao do Crystal Palace. Bem em cima do campo mesmo, grudado. Um caldeirão – contou Pedro na conversa ao vivo com o jornalista Bernardo Gentile no FogãoNET.

A respeito de levar o Botafogo para fora do Brasil, John Textor ressaltou sua vontade de fazer com que o time profissional realize uma pré-temporada, já em 2023, no exterior. E entre as alternativas atuais, os Estados Unidos devem ser o destino mais provável para receber o elenco do técnico Luís Castro.

📺 Assista ao vídeo abaixo e confira o bate-papo:

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas