Quarenta anos depois, Roberto Miranda, ex-atacante do Botafogo nas décadas de 1960-70, relembrou a goleada que a Seleção Brasileira, comandada pelo técnico alvinegro Zagallo, emplacou em cima da Argentina no Maracanã. Com oito jogadores titulares do Fogão, a Selefogo meteu 4 a 1 nos hermanos, com direito a gritos de olé nas arquibancadas e um repórter incrédulo com o espetáculo.

– Era uma Seleção Brasileira com oito jogadores do Botafogo e outros três. Félix, do Fluminense, e Brito e Nado, do Vasco. Ganhamos de quatro deles. Os gols foram do Valtencir, Jairzinho e eu fiz dois. Demos olé neles um tempão com a bola no pé e a torcida gritava “olé”. Teve um cara da imprensa argentina que dizia “não é possível” – contou o tricampeão mundial em 1970, hoje com 73 anos, ao programa Fogo na Copa, da Botafogo TV (veja vídeo abaixo).

SELEFOGO 4 x 1 ARGENTINA
Data:
07/08/1968
Local: Rio de Janeiro, Maracanã
Público: 39.375 espectadores
Árbitro: Armando Marques

Gols: Valtencir, Roberto Miranda, Roberto Miranda e Jairzinho (Brasil); Basile (Argentina)

SELEFOGO: Félix, Moreira (Murilo), Brito, Leônidas e Valtencir; Carlos Roberto, Gérson e Paulo César; Nado, Roberto (Nei) e Jairzinho. Técnico: Mário Jorge Zagallo.

ARGENTINA: Sanchez, Ostua, Perfumo, Basile e Malbernat; Solari (Savoy) e Rendo; Aguirre, Yazalde, Veglio (Minitti) e Más. Técnico: José Maria Minella.