Após contratar Kieza, o Botafogo pode ter outro reforço para o comando do ataque. O empresário de Rodrigo Aguirre revelou que rejeitou propostas de River, Emelec e do México para acertar com o Botafogo, com quem vem conversando há cerca de duas semanas.

“Tem um forte interesse do Anderson Barros [gerente de futebol do Botafogo]. Ele falou para mim. Ele falou para mim que quando esteve pela primeira vez no clube, levou muitos jogadores uruguaios, como Arévalo Rios, Loco Abreu, Lodeiro e eles se deram bem. Neste momento, a gente disse não para o River Plate, que tinha muitos atacantes, diz não para o Emelec, que ofereceu muito dinheiro, pelo fato esportivo. A gente também disse não a dois times mexicanos. Eu gostaria de um time como o Botafogo, que tem só um atacante e já tem a tradição com jogadores uruguaios”, revelou Pablo Betancourt, em entrevista à Rádio Globo.

Outro fator que pesou na decisão do jogador pelo alvinegro foi o carinho da torcida. Nos últimos dias, torcedores do Glorioso invadiram as redes sociais de Aguirre pedindo sua vinda para o clube carioca e o atleta ficou impressionado com os alvinegros.

“O jogador ficou muito contente que viu a quantidade de torcedores que escreveram para ele no Instagram e no Facebook, ficou surpreso. Ao mesmo momento, estava negociando com o River e tinha cerca de quatro vezes mais torcedores do Botafogo pedindo. Ele ficou surpreso com a quantidade de torcedores que tem. Agora, a bola está com o clube. Ele quer ir para o Botafogo. Quando um jogador quer ir para um time, tudo fica mais fácil”, afirmou o empresário.
Aguirre aceita até reduzir o salário para jogar no Botafogo

Rodrigo Aguirre pertence à Udinese e estava emprestado ao Nacional-URU na última temporada, quando marcou 14 gols em 33 jogos e fez parte da campanha do clube na Libertadores, sendo eliminado nas oitavas de final, justamente para o Botafogo. Betancourt revelou que a Udinese não conta com o atleta para o restante da temporada europeia e deu o aval ao agente para emprestá-lo a um clube onde o atacante tenha oportunidade de mostrar seu futebol. Responsável pela ida de Nico López para o Inter, o empresário revelou que pediu metade do que o atacante ganha no Colorado [de acordo com o noticiário, Nico López recebe R$ 200 mil por mês] para acertar com o Glorioso.

“Eles não contarão [com o Aguirre]. Levei o Nico López para o Inter recentemente, ele também pertence à Udinese. Eu tenho muito boa relação, o presidente confia em mim. Eu tenho que fazer uma escolha inteligente para mostrar a ele um futebol de alto nível. Se fosse por dinheiro, eu poderia assinar amanhã com a MLS, porque o Galaxy e o Montreal querem ele. O Botafogo é muito imporante para um salto na sua carreira. Ele ganha a metade do que ganha Nico López no Inter. O jogador aceita uma cifra menor porque ele quer jogar o Campeonato Brasileiro”, disse Betancourt.

Fonte: Torcedores.com e Rádio Globo