Expulso no clássico contra o Flamengo, domingo, no Maracanã, o volante Airton negou que seja um jogador violento. Esta foi apenas a terceira expulsão na carreira do volante, o que dá uma média de um cartão vermelho a cada 55 dias. A última expulsão foi há 91 jogos.

– Violento é aquele jogador que é expulso com frequência. Eu não tenho esse hábito, por mais que algumas pessoas achem. Basta analisar os números de partidas e de cartões vermelhos. Não sei se os árbitros me olham de forma diferente, não tem como saber. Melhor não julgá-los. Mas espero que me tratem como todos os outros – disse ao site GloboEsporte.com.

– A minha posição exige marcação forte. Tem outros jogadores que recebem mais vermelhos do que eu e atuam na parte ofensiva do campo. Quem viu o lance (contra o Fla) com calma, sabe que não era para cartão – finalizou o cabeça-de-área, que viajou com a delegação alvinegra para o Equador, onde o clube enfrenta o Independiente del Valle, quarta-feira.

Fonte: Redação FogãoNET