André Santos não nega gol de mão: ‘Não tem mais como tirar’

Compartilhe:

Em redes sociais, botafoguenses não cansaram de reclamar que o gol de André Santos no clássico pela Copa do Brasil foi feito com a mão. Em lance rápido, João Paulo cruzou da esquerda, Paulinho pegou de primeira pela direita e cruzou para a a pequena área. André Santos entrou como um raio e completou para o gol. Para o meia e lateral-esquerdo rubro-negro, o leite já foi derramado. Sem dar muita importância para a polêmica, o jogador admite que não sabe em qual parte do corpo a bola lhe resvalou.

“Quase não vi (o lance). Tirei tempo para ficar com a família. Todos vão falar que foi de mão, mas foi tão rápido…Se bateu na cabeça e na mão nem posso falar. Deixa para quem quiser falar. O gol está lá e não tem mais como tirar”, disse o jogador, com um sorriso no rosto.

No clássico, o jogador também se envolveu em lance complicado com Edílson, lateral-direito do Botafogo. Em disputa na área alvinegra, André Santos soltou o braço e acabou atingindo o rosto do camisa 33 alvinegro. Edílson teve de sair de campo, ser atendido e conter o sangramento no nariz. Depois, marcou o gol d empate no clássico. André Santos pediu desculpas ao lateral e garantiu que não houve maldade na jogada.

“Foi até pênalti (no lance). Peço desculpas para o Edílson, grande amigo meu de Florianópolis, quando eu estava no Figueirense e ele, no Avaí. . Mas era um momento de jogo, com adrenalina. Ele me marcava na área, eu tentando me soltar e o cotovelo foi. Todos sabem que não sou jogador de querer machucar alguém. Reconheço erros e foi totalmente sem querer esse lance. É uma excelente pessoa e tenho amizade com ele”, afirmou André.

O meia e lateral-esquerdo deixou o clássico com dores no adutor da coxa esquerda, mas, segundo ele próprio, não deve ter problemas para enfrentar o Criciúma, domingo, no Maracanã.

Fonte: ESPN.com.br

Comentários