O atacante Jobson, que pediu desculpas para torcedores e treinador pelo pênalti perdido na derrota do Botafogo para o Figueirense, está relacionado para a próxima rodada do Campeonato Brasileiro. O camisa 10 alvinegro conversou com Vagner Mancini, que o perdoou e o confirmou na viagem para Santa Catarina, local da partida contra a Chapecoense – mais uma chance para o Alvinegro na luta contra o rebaixamento.

O treinador do Botafogo encerrou polêmica com Jobson, a quem apontou como “irresponsável”. A polêmica se deu por conta da atitude do atacante, que desobedeceu a ordem de Mancini e cobrou a penalidade quando o Botafogo empatava sem gols com o Figueirense na última quarta-feira.

O erro na cobrança abalou o time, que sofreu o gol da derrota logo na sequência. No vestiário de São Januário, após o revés que aumentou as chances do Botafogo de ser rebaixado, a dupla protagonizou forte discussão.

O assunto foi encerrado nesta sexta-feira, após conversa. Mancini confirmou Jobson na delegação que viaja para Chapecó. A partida decisiva acontece às 19h30 do domingo, no estádio Índio Condá. A Chapecoense também briga para evitar a queda para a Série B.

Com 33 pontos e na 19ª colocação, o Botafogo entra pressionado para a 36ª rodada do Brasileirão. Se for derrotado no domingo e o Vitória bater o Figueirense, o Alvinegro terá o rebaixamento decretado.

Vagner Mancini não confirma Jobson como titular para o duelo decisivo. O treinador cita o desgaste físico, mas também a parte emocional como fundamental para tomar a decisão de como montará a equipe. “O aspecto emocional conta muito. Pode ser que tenha um pouco de mudança, talvez uma equipe mais forte fisicamente. Tenho algumas opções na cabeça. Até o jogo, vamos decidir”, ressaltou.

Fonte: UOL