Após êxito nas vendas desde ano, o Botafogo lançou, na manhã desta quarta-feira, os pacotes sócio-torcedor para a temporada 2018. Os valores permanecem praticamente os mesmos, e a expectativa é aumentar mais ainda o número de sócios. Em 2017 já houve crescimento de quase 400%. Paulo Kleinberger, vice-presidente administrativo, Luis Fernando Santos, vice executivo, Marcio Padilha, vice de marketing, e Anderson Simões, vice de estádios, detalharam também os projetos que serão postos em prática.

Até o fim de novembro, a renovação dos pacotes para o setor Norte custará R$ 190,00 à vista ou 10,00 x R$20,00. Para quem quiser adquirir, o valor será de R$ 209,00 à vista ou 10 x R$22,00. Os pacotes Sudeste (leste superior, inferior e sul) custam, para renovação, à vista, R$427,50 ou 10 x R$45,00. Os mesmos valores para novas aquisições.

A renovação do Setor Oeste custará 10 x R$60,00 ou R$570,00 à vista. As novas aquisições custam R$617,50 à vista ou 10 x R$65,00. Os camarotes camarotes custam, a renovação, 10 x R$120,00 ou R$1.140 à vista. Novas aquisições custarão 10 x R$125 ou à vista R$1.250,00.

O plano básico Sou Botafogo (necessário para os pacotes acima) terá reajuste de R$13,90 para R$14,90. Marcio Padilha, vice de marketing, crê no crescimento do número de adesões, e almeja uma meta – não necessariamente para o ano que vem – ousada.

– Meta é complicado. Há fatores que independem da nossa vantagem. Entendemos que torcedor tenha prioridades. Mas acreditamos na melhoria da situação econômica do país, torcemos e trabalhamos para melhorar nossos produtos. Buscamos nível de excelência para não só atingirmos a meta de 80 mil sócios-torcedores, mas manter esse número – explica o dirigente.

Outras novidades:

– Entrada pelo sistema de Voucher Seguro, com QRcode. Já testado, será implementado de vez. O objetivo é evitar cambismo e filas para trocas de ingressos comprados pela internet.

– Novas catracas no Nilton Santos, com tecnologia mais inteligente, que promete agilizar a entrada e fiscalizar irregularidades.

– Possibilidade de transferência do direito de acesso ao jogo, de um sócio-torcedor para outro não necessariamente sócio-torcedor.

– Aplicativo de carona: em fase de finalização, para tentar facilitar o translado da torcida nos dias de jogos.

– Constelação alvinegra: programa de embaixadas para formalizar e estreitar a relação entre torcedores que moram longe do Rio e o clube.

– Programa de pontos: sócios-torcedores poderão acumular comparecendo aos jogos, além de fazer o check-in, e por outros meios, e trocar tais pontos por descontos na loja de vantagens.

Fonte: Terra