O Botafogo visita o Sport nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Ilha do Retiro, em Recife, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os dois times buscam o triunfo por objetivos distintos.

O time carioca, que vem de derrota de 2 a 1 no clássico com o Fluminense, defende a sexta posição, atualmente conquistada com 48 pontos, e por consequência a sua presença na zona de classificação para a Copa Libertadores. Os pernambucanos, que no fim de semana arrancaram empate por 1 a 1 com a Chapecoense em Santa Catarina, não sabem o que é triunfo há cinco confrontos. Com 36 pontos, flerta perigosamente com a zona de rebaixamento.

Jair Ventura, comandante do Botafogo, destacou a importância de um triunfo fora de casa neste momento. Sonhando com a Liberta, o treinador ressaltou a importância de pontuar como visitante na reta final do Brasileirão.

“Estamos entrando em uma reta final e a vitória se faz necessária, ainda mais porque é fora de casa e como visitante será cada vez mais difícil ganhar daqui para frente. Pode ser um diferencial importante ter uma boa campanha longe do Rio de Janeiro”, disse Jair.

Apesar de garantirem a busca pela vitória, os jogadores alvinegros pregam respeito ao Sport, minimizando o mau momento do adversário. “O Sport tem jogadores experientes e a qualidade de seu elenco não condiz com a posição do time na tabela de classificação. Portanto, não vamos nos iludir com isso, pois quando o jogo deles encaixa é muito complicado. Temos que fazer uma grande partida e ganhar em Pernambuco. Temos condições para fazermos isso, mas sabendo que a tarefa não vai ser das mais tranquila”, afirmou o lateral direito Arnaldo.

Para este jogo, o Botafogo terá o retorno do volante João Paulo, que cumpriu suspensão diante do Fluminense. Com o retorno dele, Matheus Fernandes ou Marcos Vinícius deixará a equipe titular. Essa dúvida só deverá ser desfeita minutos antes do confronto. Apesar dos pedidos da torcida para que ele tenha uma chance, o meia chileno Leonardo Valencia mais uma vez vai iniciar o confronto no banco de suplentes.

Pelo lado do Sport, o técnico Daniel Paulista aposta na evolução do time para ganhar. O treinador que assumiu a vaga de Vanderlei Luxemburgo se mostrou confiante para a partida em casa diante dos cariocas.

“O Sport vem conseguindo evoluir no sistema defensivo e tendo progressos na frente. Portanto, isso me deixa confiante de que podemos demonstrar algo a mais diante do Botafogo para conquistar o triunfo”, disse o interino.

Daniel Paulista está estudando o Botafogo e só vai revelar a escalação minutos antes do confronto. O volante Rithely, livre de dores no tornozelo direito, reaparece na vaga de Anselmo, expulso contra a Chapecoense. Suspenso pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva por conta de sua expulsão contra o Flamengo, derrota por 2 a 0, o volante Patrick fica de fora. Como Samuel Xavier volta para a lateral direita após cumprir suspensão, Wesley, que jogou improvisado no setor, fará a proteção à zaga. Thomás herda o posto de Diego Souza, que além de suspenso por acúmulo de cartões amarelos, está servindo à Seleção Brasileira em amistosos internacionais. O zagueiro Ronaldo Alves, suspenso diante da Chapecoense, disputa vaga com Durval, que vem sendo preservado em algumas ocasiões.

No primeiro turno do Campeonato Brasileiro as duas equipes se enfrentaram no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ), e o Botafogo levou a melhro, ganhando por 2 a 1. Rodrigo Lindoso e Guilherme anotaram os gols alvinegros, com Rithely descontando. Ambos também duelaram na Copa do Brasil, com o Glorioso avançando para as quartas de final por ter segurado o empate por 1 a 1 em Recife após triunfo por 2 a 1 na capital carioca.

FICHA TÉCNICA

SPORT-PE X BOTAFOGO-RJ

Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)

Data: 8 de novembro de 2017 (Quarta-feira)

Horário: 21h(de Brasília)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)

Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)

SPORT: Magrão, Samuel Xavier, Oswaldo Henriquez, Durval (Ronaldo Alves) e Sander; Rithely, Wesley, Rogério, Eugenio Mena e Thomás; André

Técnico: Daniel Paulista

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, João Paulo e Marcos Vinícius (Matheus Fernandes); Rodrigo Pimpão e Brenner

Técnico: Jair Ventura

Fonte: ESPN.com.br